Como manter uma CAMPANHA VIVA por tantos anos?

Essa é a seção para conversas gerais sobre RPG, que não são sobre um sistema específico, ou se aplicam a vários sistemas.

Moderador: Moderadores

Avatar do usuário
ArqueiroVerde
Mensagens: 94
Contato:

Re: Como manter uma CAMPANHA VIVA por tantos anos?

Mensagem#136 » 04 Set 2013, 18:30

Todos os grupos que possuem campanhas são compostos por velhos senhores old school.
E na boa? Massa que seja assim pois desta forma a qualidade não termina.... mas que é preciso ensinar gente nova, é.

Avatar do usuário
Advogado de Regras
Mensagens: 2235

Re: Como manter uma CAMPANHA VIVA por tantos anos?

Mensagem#137 » 04 Set 2013, 19:27

SE ATUALMENTE OS PRODUTOS E AVENTURAS PARECEM TÃO DESCARTÁVEIS,


Isso é só o viés pessimístico e o efeito nostálgico em ação. Se tal premissa do seu argumento fosse verdadeira, as linhas de 6-7 aventuras formando uma camapanha da Paizo não fariam sucesso - aliás, nas da era mais "descartável" do que a maioria das aventuras da TSR, que ainda seguiam fortemente a ideia de One-Shot e Jogos de Convenções, sendo raras as aventuras interconectadas como era a série de aventura do Time of Troubles.

Ainda dá para construir e manter uma campanha de longo prazo?


Sim.

E para vocês o que seria uma campanha de longo prazo né?


Mais de 6 meses de duração.

Será que a geração de agora? (Pós D&D 4.0) que está mergulhada em títulos indies e reformados está preparada para administrar uma campanha?


RPGs Indies são a minoria do mercado, que é dominado por D&D e seus clones (Pathfinder nos EUA, Tormenta no Brasil) ou similares (Warhammer 40k, Dragon Age).
"Powergaming: Por que você não pode interpretar se está morto" por Morrowner Fórum da WotC.

"The fear of munchkins, I have found, is a much greater threat to game integrity than actual munchkins." por Black Hat Matt, freelancer da White Wolf.

Avatar do usuário
Hibernando
Mensagens: 201

Mensagem#138 » 05 Set 2013, 01:58

Para mim é mais de um ano.
E os "indies" só se mostram em prateleiras para coleção ou para eventos em rápidas jogatinas.
Os retroclones do D&D e ELE mesmo mandam mesmo.

Avatar do usuário
ronassic
Administrador
Mensagens: 1776
Contato:

Re: Como manter uma CAMPANHA VIVA por tantos anos?

Mensagem#139 » 05 Set 2013, 08:45

Realmente há grupos jogando campanhas mais longas, conheço alguns grupos, mas seis meses acho pouco, um ano dá a ideia de um ciclo se completando melhor. Geralmente one-shot dura 1 mês no máximo, com 4 sessões.
"O topo da inteligência é alcançar a humildade."

Avatar do usuário
Joaosacs
Mensagens: 191

Re: Como manter uma CAMPANHA VIVA por tantos anos?

Mensagem#140 » 05 Set 2013, 11:49

Minha idéia é de no mínimo UM ANO sendo regularmente jogado mesmo.
Nada daqueles jogos de xadrez de filme onde movem-se as peças a cada dois meses. :rolando:

Avatar do usuário
Advogado de Regras
Mensagens: 2235

Re: Como manter uma CAMPANHA VIVA por tantos anos?

Mensagem#141 » 05 Set 2013, 13:48

Geralmente one-shot dura 1 mês no máximo, com 4 sessões.


One-Shot é literalmente, de uma sessão apenas, Mais que isso é aventura curta - que é o modelo usado para a maioria das aventuras prontas.

Os retroclones do D&D e ELE mesmo mandam mesmo.


Retroclones podem ser colocados confortavelmente na mesma categoria dos Indies. A representatividade deles é tão pequena quanto, assim como sua influência baseada numa minoria altamente vocal.

Para mim é mais de um ano.


Tanto faz, isso é só uma "rule of thumb".
"Powergaming: Por que você não pode interpretar se está morto" por Morrowner Fórum da WotC.

"The fear of munchkins, I have found, is a much greater threat to game integrity than actual munchkins." por Black Hat Matt, freelancer da White Wolf.

Avatar do usuário
ronassic
Administrador
Mensagens: 1776
Contato:

Re: Como manter uma CAMPANHA VIVA por tantos anos?

Mensagem#142 » 05 Set 2013, 14:05

Porque acredita que essa representatividade dos Indies é tão pequena assim? Porque são Indies e não Mainstream? Conheço alguns grupos que estão jogando Old Dragon, por exemplo, e não são tão poucos.
"O topo da inteligência é alcançar a humildade."

Avatar do usuário
Advogado de Regras
Mensagens: 2235

Re: Como manter uma CAMPANHA VIVA por tantos anos?

Mensagem#143 » 05 Set 2013, 14:40

Porque acredita que essa representatividade dos Indies é tão pequena assim? Porque são Indies e não Mainstream?


Essencialmente, sim. Se perder um tempo olhando na única fonte existente sobre vendas de RPG no mundo, que é a ICV2, você nunca verá um RPG que possa ser encaixado como "Indie` (que é um termo incrivelmente vago, eu sei) ou "Retroclone". Contudo, essa representatividade que escrevo é a que possuem quanto a vendas, se entrar em quanto Indies tem influenciado RPGs dados como Mainstream, eles tem sim sua importância. Talvez até mesmo retroclones possam clamar o mesmo, isso vai depender do sucesso que essa abordagem terá em D&D Next - mas no momento retroclones são pouco relevantes tanto no mercado quanto em influências. E note, eu estou falando do mercado norte-americano e inglês - no Brasil, eu só vejo um RPG relativamente grande (Tormenta).

Por fim, note que eu não estou estou dizendo que RPGs Indies (e Retroclones) são superiores ou inferiores a outros tipos RPGs.

Conheço alguns grupos que estão jogando Old Dragon, por exemplo, e não são tão poucos.


E eu conheço mais grupos que jogam Mago: Ascensão do que D&D 3.5 no momento. É um problema da amostragem pequena que cada RPGista costuma ter ao seu redor.
"Powergaming: Por que você não pode interpretar se está morto" por Morrowner Fórum da WotC.

"The fear of munchkins, I have found, is a much greater threat to game integrity than actual munchkins." por Black Hat Matt, freelancer da White Wolf.

Avatar do usuário
Goukar
Mensagens: 24

Re: Como manter uma CAMPANHA VIVA por tantos anos?

Mensagem#144 » 05 Set 2013, 17:03

Ao meu ver é uma questão de quebra de paradigma.
Muitos afirmam "conhecer" grupos que jogam N títulos ligados aos lançamentos da Retropunk e RedBox, mas o que percebemos é que os grupos mais ativos e com muita longevididade estão enraizados a velhor e clássicos títulos. Se aliás colocar-mos ai o Pathfinder já.

Então a questão levantada aqui por alguns, a qual estou entendendo é, será que estes novos títulos ligados a estas `novas editoras" e autores solo são fadados estar ligados a grupos rápidos formados por, ou jogadores recém chegados ou grupos que querem aventuras rápidas?

O que eu também percebo é que é difícil o desapego.
Grupos longos atuam dentro de títulos clássicos como D&D, GURPS, SHADOWRUN, CoC, Pathfinder....

Manter uma campanha longa estará então ligada ao sistema proposto?
Ou será que na verdade, alguns destes novos títulos ainda são novos demais para sabermos?

Mas mesmo assim, será que grupos de jogos desta nova geração conseguirão chegar a campanhas que durem mais de um, dois anos?

Avatar do usuário
Zen-monge
Mensagens: 95

Re: Como manter uma CAMPANHA VIVA por tantos anos?

Mensagem#145 » 06 Set 2013, 21:53

O que eu também percebo é que é difícil o desapego
.

Tempo caras, tempo.
Quem mais os tem para icar testando coisas?
^_^

Avatar do usuário
Advogado de Regras
Mensagens: 2235

Re: Como manter uma CAMPANHA VIVA por tantos anos?

Mensagem#146 » 06 Set 2013, 22:41

Manter uma campanha longa estará então ligada ao sistema proposto?
Ou será que na verdade, alguns destes novos títulos ainda são novos demais para sabermos?


Sim e Sim. É algo trivial, diversos sistemas indies (e alguns tradicionais, como Call of Cthulhu) foram feitos para funcionar para jogos de curta e média duração, sem e contar que no Brasil a maioria dos jogos indies (ou inspirados por tal) mal tem um ou dois anos de idade, vide Blood&Honor, Savage World, Trail of Cthulhu e The One Ring. Exigir ique RPGs que foram projetados para jogos de duração curta suportem jogos que duram muito tempo é como pedir para que um chargista faça um épico.

Por outro lado, tanto Blood&Honor/Houses of the Blooded quanto The One RIng são feitos também com expectativas de jogos longos - eles até incluem mecânicas para transição de personagens e formação de dinastias/famílias,
"Powergaming: Por que você não pode interpretar se está morto" por Morrowner Fórum da WotC.

"The fear of munchkins, I have found, is a much greater threat to game integrity than actual munchkins." por Black Hat Matt, freelancer da White Wolf.

Avatar do usuário
EagleSky
Mensagens: 187

Re: Como manter uma CAMPANHA VIVA por tantos anos?

Mensagem#147 » 07 Set 2013, 16:46

Call of Cthulhu têm a campanha do Luciano do Blog Tentacular, e só.
A galera do Um Anel poderia ter migrado do MERP mas há tempo demais entre as versões.... uma pena.

E os indies nacionais são novinhos mesmo.

Avatar do usuário
Bozo
Mensagens: 302

Re: Como manter uma CAMPANHA VIVA por tantos anos?

Mensagem#148 » 07 Set 2013, 22:25

Eu até queria escolher UM NOVO INDIE, mas são bons caras!
Estamos meio que pensando no SHOTGUN.

Avatar do usuário
FocaBranca
Mensagens: 160

Re: Como manter uma CAMPANHA VIVA por tantos anos?

Mensagem#149 » 08 Set 2013, 17:34

Ao meu ver é uma questão de quebra de paradigma.
Muitos afirmam "conhecer" grupos que jogam N títulos ligados aos lançamentos da Retropunk e RedBox, mas o que percebemos é que os grupos mais ativos e com muita longevididade estão enraizados a velhor e clássicos títulos. Se aliás colocar-mos ai o Pathfinder já.


Não sei porque mas tenho a mesma impressão do Goukar.

Avatar do usuário
ronassic
Administrador
Mensagens: 1776
Contato:

Re: Como manter uma CAMPANHA VIVA por tantos anos?

Mensagem#150 » 09 Set 2013, 09:40

Também tenho essa impressão Foca e Goukar.

Vou fugir um pouco do tópico, acredito que ainda há muitos autores nacionais que são quase desconhecidos pela maioria, na Bienal conheci um, ele já lançou 11 livros, e logo descobri que ele era RPGista, inclusive ele já lançou a ambientação dele. Ele se chama Marcelo Paschoalin e é uma ótima pessoa. Antes disso eu não o conhecia, até comprei o livro dele, pretendo ler e fazer um review. Aqui tem uma entrevista com o autor. Inclusive ele tem a própria editora, a LetraImpressa.
O legal é que ele transformou o jogo que ele criou no RPG Maker, num livro.

Acho que fugi um pouco do tópico, então voltando, acredito que o importante é primeiro você manter a diversão, quanto suas aventuras forem divertidas, elas irão durar por muito tempo. Várias vezes já pensei em sair de algumas aventuras, ou parar de mestrar, pois notava que não estava me divertindo, e sai ou parei. E isso deve ser assim, se não está valendo a pena tem que haver o bom senso de saber quando parar, para que não se perca a amizade.
"O topo da inteligência é alcançar a humildade."

Voltar para “Dicas & Ideias”

Quem está online

Usuários neste fórum: Nenhum usuário registrado e 4 visitantes