Eberron

Venha trocar idéias sobre o sistema de RPG mais conhecido e jogado do mundo! Assim como os outros sistemas que usam a licença aberta D20 / OGL.

Moderador: Moderadores

Avatar do usuário
Joaosacs
Mensagens: 191

Re: Eberron

Mensagem#91 » 20 Mai 2013, 15:22

O cenário que mais me empolgou referente a quarta edição, ou ao D&D, digo.
O da quarta edição na boa foi o do Othewise. Maneirissimo como Fluff.

Avatar do usuário
Advogado de Regras
Mensagens: 2235

Re: Eberron

Mensagem#92 » 22 Mai 2013, 00:19

Forjados, Kalashtar, Replicantes e Transmorfos.


De onde vieram essas traduções? Daqui?

é o cenário feito por fãs né?...
O fato de saber que há pessoas jogando este mundo desenvolvido por fãs


Esse é um erro bastante comum - nenhum dos autores de Eberron é exatamente um "fã". O Keith Baker era um designer profissional antes mesmo de lançar Eberron e os outros autores eram do staff da Wizards of the Coast. E (infelizmente), ao que parece o número de jogadores é relativamente pequeno, ao menos devido a ausência de menções dele no D&D Next - a menos que vão lançar um livro do cenário sem a participação do Keith Baker, que é algo que me surpreenderia muito. E de maneira negativa.

O cenário que mais me empolgou referente a quarta edição, ou ao D&D, digo.


Eberron fica em um vácuo de edições curioso - Ele foi feito pensando em D&D 3.0, foi lançado para D&D 3.5 e antecede muitas ideias de D&D 4e. :b
"Powergaming: Por que você não pode interpretar se está morto" por Morrowner Fórum da WotC.

"The fear of munchkins, I have found, is a much greater threat to game integrity than actual munchkins." por Black Hat Matt, freelancer da White Wolf.

Avatar do usuário
Hibernando
Mensagens: 201

Re: Eberron

Mensagem#93 » 22 Mai 2013, 01:27

Esse é um erro bastante comum - nenhum dos autores de Eberron é exatamente um "fã".


Aquele papo de que o material tinha sido pincelado de textos e idéias de grupos e fãs do D&D via os canais oficiais da Wizards não é verdade?
:tsc:

Avatar do usuário
Advogado de Regras
Mensagens: 2235

Re: Eberron

Mensagem#94 » 22 Mai 2013, 03:34

Aquele papo de que o material tinha sido pincelado de textos e idéias de grupos e fãs do D&D via os canais oficiais da Wizards não é verdade?


Mais ou menos. É possível que diversas ideias de fãs tenham sido aproveitadas na criação do cenário, já que ele foi o escolhido no Fantasy Setting Search, um concurso da Wizards of the Coast para determinar o novo cenário de D&D. Ele passou por algumas etapas de seleção (o primeiro estágio era um resumo de 1 página vindo de 11 mil inscritos, o último estágio envolvia apenas 3 escolhidos, cada qual com 100 páginas) e dos finalistas, o que se sabe é que todos eles tem um NDA que os impede de discutir detalhes sobre o que cada um foi responsável nesse estágio. O que eu sei é que alguns detalhes (Os Kalashatar e os Halflings de Talenta) vieram do Bill Slavickseck, um dos Designers da Wizards na época.
.
Detalhe engraçado - um dos outros foi o Rich Burlew, autor de Order of the Stick
"Powergaming: Por que você não pode interpretar se está morto" por Morrowner Fórum da WotC.

"The fear of munchkins, I have found, is a much greater threat to game integrity than actual munchkins." por Black Hat Matt, freelancer da White Wolf.

Avatar do usuário
Digimundo
Mensagens: 162

Re: Eberron

Mensagem#95 » 22 Mai 2013, 11:59

Ok, eu ia citar isto Elven
O Fantasy Setting Search recebeu coisas de todo o mundo. Meus amigos mandaram e foram ao menos lidos.
Não se falou mais nada. Prometeu-se uma resposta mas nada mais foi respondido ou contactado.

Mas claro, mesmo que achemos coisas similares ao que criamos, fica muito difícil ACHAR que se trata de criação única uma vez que tudo se copia ou que as idéias se baseiam em referências icônicas dos mesmos nERDS.
^_^

Avatar do usuário
Pedroplanes
Mensagens: 144
Contato:

Re: Eberron

Mensagem#96 » 23 Mai 2013, 18:26

Há rumores inclusive de que figurões roubaram idéias de fãs.
^_^
Andando e rolando dados.
http://blogdoandarilho.blog.uol.com.br/

Avatar do usuário
Joaosacs
Mensagens: 191

Re: Eberron

Mensagem#97 » 27 Mai 2013, 21:55

Elven, há histórico de reclamações por possíveis apropriações por parte dos desenvolvedores?
Tipo... coisas que fãs criaram e depois.. Pou, aparece no cenário SEM devidos créditos.

Avatar do usuário
Advogado de Regras
Mensagens: 2235

Re: Eberron

Mensagem#98 » 28 Mai 2013, 04:41

Elven, há histórico de reclamações por possíveis apropriações por parte dos desenvolvedores?


Não que eu saiba, ao menos quanto a Eberron. Eu não duvido de maneira alguma que algumas ideias foram tiradas do que foi escrito pelo Rich Burlew e o Nathan Toomey (os outros dois finalistas do Fantasy Setting Search), mas ambos foram pagos para isso.

Há rumores inclusive de que figurões roubaram idéias de fãs.


Onde viu isso? Adoraria ter as fontes e saber o que e de qual fonte seria copiado.
"Powergaming: Por que você não pode interpretar se está morto" por Morrowner Fórum da WotC.

"The fear of munchkins, I have found, is a much greater threat to game integrity than actual munchkins." por Black Hat Matt, freelancer da White Wolf.

Avatar do usuário
Yoda
Mensagens: 532

Re: Eberron

Mensagem#99 » 28 Mai 2013, 13:05

Acho que ele cita os papos dentro do fórum da Wizards e do Enwolrd.
Na época lembro que haviam blablablas sobre Star Wars também.
Tipo... o concurso do Saga e suas manipulações.
Mas são as velhas teorias da conspiração.

Avatar do usuário
Advogado de Regras
Mensagens: 2235

Re: Eberron

Mensagem#100 » 29 Ago 2013, 23:46

Changelings II - Quem sou Eu?

Dando continuidade ao que escrevi há alguns meses, hora de expandir sobre os Changelings. Eu assumi um tom um pouco mais informal e mais raso aqui.

Conforme eu escrevi antes, Changeling estão em uma peculiar condição. São uma raça dimórfica, com uma forma física humanoide que cresce, se torna madura e envelhece com o passar das estações. Ao mesmo tempo , possuem a incrível capacidade de se modificar e ignorar quase todas características acima (exceto a velhice – eles são sujeitos às mesma mudanças em atributos que outras raças. Mas ainda podem não aparentar isso). É justamente seu potencial mórfico e forma com que ele é encarado que torna os Changelings uma raça interessante e única. A Identidade e a Mudança são o cerne da raça.

Imagem
Quem você realmente é?

Obviamente, pode-se argumentar que a continuidade mental e as memórias de um passado tornam os Changelings algo não tão distinto da experiência humana, mas isso ignora a interferência que o Corpo exerce na Mente (e talvez na Alma, afinal, isso é algo provado de forma consistente em Eberron).

Num paralelo com uma questão humana, a percepção que alguém tem de seu sexo, cabelo, peso, altura, formato dos olhos e nariz, cicatrizes e deformidades e da forma com que Outros encaram você devido a tais características são bastante importantes no que marca a Identidade de alguém, e em diversos casos, a indústria estética não tem sido muito eficiente em alterar de forma satisfatória essas características (e quando consegue, não raro são procedimentos demorados e ou temporários). Um Changeling (e um Mago Transmutador) não é afetado por tais limitações. Insatisfeito com sua baixa estatura? Cresça. Tem uma cicatriz incômoda no rosto? Mude de forma. Não gosta do formato do seu nariz? Modifique-o. Incomodado por não ser tão badass quanto um Orc? Copie-o. Para quase todas características físicas, um Changeling tem a solução em uma questão de segundos. Como saber o que ou quem você é quando o seu referencial mais próximo, o seu corpo, é mais alternante do que o visual do David Bowie?

Imagem
O Changeling da Vida Real

Essa pergunta pode ser respondida de diversas formas, mas três atitude são as respostas mais comuns a ela:

Um grupo de Changelings escolhe adotar sua forma física de nascença, mostrando aos outros sua aparência sem a influência da sua capacidade de modificar a forma. Esses changelings assumem que há uma verdade interior em tal forma e que a sua capacidade mórfica apenas joga um véu de ilusões e mentiras ao Changeling. Além disso, sendo a capacidade mórfica exatamente isso, uma capacidade, um Changeling não é menos Changeling se não abraça-la. Esses Changelings são nomeados Buscadores da Verdade (Reality Seekers).

Já outros grupo de Changelings toma uma outra atitude – se você é capaz de escolher uma forma física que você deseja e acredita que seja o melhor reflexo da sua personalidade, porque não fazer isso? Esses Changelings são os Passer*, que assumem basicamente uma única forma da sua escolha e vivem suas vidas em meio a comunidade onde tal forma é mais comum ou bem aceita.

Por fim, existem os Transformadores (Becomers), aqueles que exultam o potencial mórfico da raça. Para eles, a mudança de forma é como um músculo a ser plenamente exercitado, se adaptando a cada caminho e situação que o Changeling passa. Tais Changelings não raramente são simpáticos ao Viajante da Héxade Sombria.

* Como traduzir isso? O Passer pode ser tanto no sentido de “circular ao redor”, já que eles se misturam naturalmente com outra raças, quando ao “Assumir forma de algo”, devido a sua única identidade e quem sabe outro sentido que eu não consegui captar.
"Powergaming: Por que você não pode interpretar se está morto" por Morrowner Fórum da WotC.

"The fear of munchkins, I have found, is a much greater threat to game integrity than actual munchkins." por Black Hat Matt, freelancer da White Wolf.

Avatar do usuário
Kelzan
Mensagens: 179

Re: Eberron

Mensagem#101 » 30 Ago 2013, 16:38

Advogado, excelente rapaz.
Sempre quis saber mais sobre este cenário e suas raças ...
Parabéns. Valeu.

Avatar do usuário
Advogado de Regras
Mensagens: 2235

Re: Eberron

Mensagem#102 » 09 Set 2013, 09:51

Essa será uma série de textos (eu não sei exatamente o número ainda) um pouco distintos do usual. Eles mostram uma série de correspondências entre personagens do cenário (quase todos tirados de livros oficias) sobre o que se passa nas terras de Riedra. Ao contrário dos outros textos, eu colocarei (intencionalmente) interpretações questionáveis sobre o cenário no meio deles. Recomendo que leiam esse texto em caso de dúvidas. Com esses avisos, vamos à primeira delas:

Ao meu estimado colega A.V. envio essa carta de aviso e respostas. Espero que suas questões sobre nosso povo e nosso conflito sejam saciadas com o conhecimento que lhe ofereço, e que tendo posse disso, que o uso para alertar seu povo da ameaça que tem se infiltrado em suas terras. Desejo boa sorte em sua nova empreitada fora de Korranberg.

Das Nossas Origens – e de nossos Inimigos

Ao contrário de muitos povos, temos a grande fortuna de conhecermos os nomes de nossos grandes ancestrais. Contudo, nossas origens não remontam apenas a esse mundo, mas sim a Dal Quor, o Plano dos Sonhos. Como sabe, somos de natureza dupla, herdeiros tanto dos 67 monges da Ordem de Haztaratain, na qual o Venerável Hazgaal era seu líder, quanto dos 67 quoris fugitivos de Dal Quor, na qual Taratai era sua líder. Dessa incrível mistura de corpos e almas, nasceu meu povo, o que em sua língua seríamos chamados de “Sonhos que Vagam” ou kalashtar na língua quori. Hastaratai foi o nome do primeiro membro de nossa raça, e os primeiros kalashatars tiveram filhos entre si e com seus amigos de sangue humano.

Imagem

Contudo, nem todas pessoas da terra de Adar, onde a maioria dos membros do meu povo habita, são kalashtar. Temos humanos, descendentes de muitas terras. Dromitas e Xephs habitam terras próximas e são nossos aliados contra Riedra. Adar sempre foi uma terra de refúgio, e desde que nossos grandes oponentes apareceram em Eberron, o número de refugiados cresceu muito em Adar. Hora de mencioná-los.

Do Primeiro dos Nossos Inimigos

Mencionei que Taratai era um fugitivo de Dal Quor, e é o tempo de saber o motivo de sua fuga. Em Dal Quor, existem muitos espíritos chamados Quori , imortais a sua maneira. Soube que vocês sabem, assim como nós, que toda alma de toda criatura que sonha, sai do seu corpo e toca o plano de Dal Quor. Assim, os Quoris são muito próximos e familiares com nossos medos e esperanças.

Contudo, Dal Quor é muito variada e tem uma pletora de espíritos ali. Todos eles obedecem a um inevitável e inalterável ciclo de mudanças que ocorrem durante o passar das eras, e cada era é manifesta em um Espíritos das Eras ou Quor Tarai. Ele é o primeiro e maior de todos os Quoris, mudando a cada ciclo. Na atual era, Quor Tarai é a Escuridão que Sonhar ou o Sonhar Sombrio. Nós o chamamos de il-Lashtavar. Na próxima era, Quor Tarai será il-Yannah, a Grande Luz.

Infelizmente, nesse ciclo (e talvez em outros já que o desconhecimento dos outros ciclos também afeta nossos ancestrais), il-Lashtavar sofre de um grande mal, uma cega ignorância. O Medo infectou sua natureza, o Desconhecimento tocou seu Ser e ele não reconhece mais seu papel no ciclo. Arrogante e Amedrontado, ele quer alterar o inalterável, evitar o inevitável.

Utilizando um tortuoso raciocínio, mesmo o maior do Espíritos incorreu em erro. Sabendo da influência que os sonhos mortais exercem em Dal Quor, ele decidiu que faria todos eles sonharem da mesma maneira. Sonhando em uníssono, raciocinou ele, os sonhadores continuariam a moldar progressivamente Dal Quor em uma região estática. A Roda pararia. O Ciclo não giraria e il-Lashtavar não perderia o seu ser.

Taratai, nosso maior dos ancestrais, reconheceu isso cedo, mas pouco pode fazer contra aqueles que seguiam o Maior dos Espíritos. Eles eram maioria. Em um ato corajoso, Taratai mudou seu campo de batalha e buscou refúgio em Eberron. Mas assim como é Tolo e Ignorante, il-Lashtavar é Teimoso. Ele decidiu continuar o conflito, mas limitado pela distância entre Dal Quor e Eberron, ele teve que buscar outra tática.

... Nesse momento, a leitura é interrompida devido a entrada de outra pessoa na sala de estudos na Universidade Morgrave. Ele carrega o símbolo da Embaixada de Riedra e uma carta em sua mão. O recém-chegado, calma e polidamente diz: Correspondência do Embaixador Jorasesh para você”.
"Powergaming: Por que você não pode interpretar se está morto" por Morrowner Fórum da WotC.

"The fear of munchkins, I have found, is a much greater threat to game integrity than actual munchkins." por Black Hat Matt, freelancer da White Wolf.

Avatar do usuário
ronassic
Administrador
Mensagens: 1776
Contato:

Re: Eberron

Mensagem#103 » 09 Set 2013, 11:44

Muito legal, você que traduziu? Ficou muito bom. Consigo ver como é interessante essa ambientação... Deu vontade de jogar.
"O topo da inteligência é alcançar a humildade."

Avatar do usuário
Advogado de Regras
Mensagens: 2235

Re: Eberron

Mensagem#104 » 09 Set 2013, 11:56

Muito legal, você que traduziu?


Nope, eu escrevi. Caso eu estivesse traduzindo algo (além de alguns termos como Dreaming Dark ou Spirit of the Age), eu deixaria um atalho com o texto original (caso contrário, seria plágio). Quase todo primeiros parágrafo dos textos que coloquei são comentários meus sobre algum detalhe. Basta ver a primeira linha desse: Essa será uma série de textos (eu não sei exatamente o número ainda) um pouco distintos do usual. Eles mostram uma série de correspondências entre personagens do cenário (quase todos tirados de livros oficias) sobre o que se passa nas terras de Riedra. Ao contrário dos outros textos, eu colocarei (intencionalmente) interpretações questionáveis sobre o cenário no meio deles.
"Powergaming: Por que você não pode interpretar se está morto" por Morrowner Fórum da WotC.

"The fear of munchkins, I have found, is a much greater threat to game integrity than actual munchkins." por Black Hat Matt, freelancer da White Wolf.

Avatar do usuário
ronassic
Administrador
Mensagens: 1776
Contato:

Re: Eberron

Mensagem#105 » 09 Set 2013, 16:22

Hummmm, show então! Parabéns! Continue escrevendo.
Seria ótimo se todos que aqui participam fizessem o mesmo e postassem coisas do tipo, mas hoje em dia quem tem tempo, né?
Fora os que não tem realmente nada a acrescentar de fato.
"O topo da inteligência é alcançar a humildade."

Voltar para “Dungeons & Dragons”

Quem está online

Usuários neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante