[D&D Next] Forgotten Realms - The Sundering (O Rompimento)

Venha trocar idéias sobre o sistema de RPG mais conhecido e jogado do mundo! Assim como os outros sistemas que usam a licença aberta D20 / OGL.

Moderador: Moderadores

Avatar do usuário
Digimundo
Mensagens: 162

Re: [D&D Next] Forgotten Realms - The Sundering (O Rompiment

Mensagem#91 » 02 Set 2013, 22:15

E uma das coisas mais interessantes deste novo sistema e versão é a possibilidade de agilizar o jogo com regras diretas e simples e material enxuto.
Seguindo a tend~encia aliás. Aqueles calhamaços voltados a coleções são caros demais.

Avatar do usuário
Gomora
Mensagens: 20

Re: [D&D Next] Forgotten Realms - The Sundering (O Rompiment

Mensagem#92 » 03 Set 2013, 15:56

O conjunto de lançamentos que a Wizards fará, após ver tudo o que rolou na GEN CON e o que estão escrevendo no site a meses nos leva a crer que o NEXT e Forgotten chegarão com miniaturas, mapas, tabuleiros, jogos eltrônicos, variantes na Web, tudo integrado como forma de seduzir na linguagem direta o usuário e fã do sistema.

Por isto aposto as coisas demoraram muito.
Alguém comentou que na WRPG em Curitiba o Greg chegou a falar sobre isso.

Eu estou super confirnate de que vão achar o equilíbrio que agrade a todos a questão que me incomoda é pensar que talvz nosso bolsos tupiniquins nõão estejam preparados.

:hmmm:

Avatar do usuário
Joaosacs
Mensagens: 191

Re: [D&D Next] Forgotten Realms - The Sundering (O Rompiment

Mensagem#93 » 04 Set 2013, 16:36

Quando tudo estiver conectado, estaremos em um novo nível.
:aham:

Eu aguardo isto demais. Mesas hi-techs!!!

Avatar do usuário
sembiano
Mensagens: 43
Contato:

Re: [D&D Next] Forgotten Realms - The Sundering (O Rompiment

Mensagem#94 » 14 Set 2013, 00:43

Pessoal,

Acabei por gravar um episódio de Podcast sobre o The Sundering, para quem quiser conferir segue o link: http://www.rpgarautos.com.br/rpgarautos ... squecidos/
_________________
Gustavo Santana de Souza
RPGArautos - www.rpgarautos.com.br
sembiano@rpgarautos.com.br
twitter: @sembiano

Avatar do usuário
ronassic
Administrador
Mensagens: 1776
Contato:

Re: [D&D Next] Forgotten Realms - The Sundering (O Rompiment

Mensagem#95 » 15 Set 2013, 12:36

Legal Sembiano, adoro podcasts, ainda mais de RPG, vou ouvir e vou dar feedback, obrigado pela notícia!
"O topo da inteligência é alcançar a humildade."

Avatar do usuário
Allefcapt
Mensagens: 2340
Contato:

Re: [D&D Next] Forgotten Realms - The Sundering (O Rompiment

Mensagem#96 » 15 Set 2013, 18:42

Olá a todos,

Sembiano, como sempre, parabéns.

Abcs,
"É o seu navio que faz o porto.
Lance ferros com sabedoria"

Twitter: @allefcapt / @spell_net
Diários do Capitão Allef: https://www.facebook.com/rodrigoallef.nunes
Aventura: http://www.alqadim.blogger.com.br/index.html

"Todo o homem é culpado do bem que não fez." Voltaire

Avatar do usuário
sembiano
Mensagens: 43
Contato:

Re: [D&D Next] Forgotten Realms - The Sundering (O Rompiment

Mensagem#97 » 15 Set 2013, 21:40

Obrigado pessoal,

Este é um dos poucos fóruns nacionais onde vejo tópicos como este e o pessoal discutindo D&D com propriedade.....as vezes fico um tempo sem postar, mas estou sempre por aí dando uma olhada e procurando participar.

Abraços,
_________________
Gustavo Santana de Souza
RPGArautos - www.rpgarautos.com.br
sembiano@rpgarautos.com.br
twitter: @sembiano

Avatar do usuário
HellBlazer
Mensagens: 2

Re: [D&D Next] Forgotten Realms - The Sundering (O Rompiment

Mensagem#98 » 22 Out 2013, 21:03

Fala galera.

Sou novo no fórum mas já quero parabeniza-los pelas informações e discussões aqui apresentadas. É bom ver viajantes dos Reinos proseando pelo mundo virtual. Realmente o cenário de Forgotten Realms é extremamente rico, detalhado, fantástico.

O Tempo das Perturbações foi um de fato um mega evento em Faerûn. Eu li muitos materiais a respeito, mas gostaria de compartilhar, discutir e confirmar algumas informações "perturbadoras".

- Um dos deuses que ascenderam ao posto divino durante o Tempo das Perturbações foi Cyric. Ele era um órfão, criado no Forte Zenthil, como um aprendiz de ladrão, mas fugiu do forte, passando a ser perseguido pela guilda de ladrões na qual cresceu. Conheceu Kelemvor (atual Deus da Morte) durante suas viagens, bem antes do TdP, e fez até uma campanha com o mesmo buscando pelo Anel do Inverno (que não resultou em nada, pois o anel foi encontrado por Artur Cimber, de Cormyr, se não me engano). Cyric estava, de fato, junto com Kelemvor durante o TdP e acabou sendo envolvido pelo destino na trama. Na época da luta no Vale das Sombras, Cyric ainda tinha crises de consciência a respeito dos seus meios de ação, se realmente valia a pena seguir o caminho "certo". Isso se deveu muito à influência da cigana Meia-Noite (que mais tarde viria a se tornar Mystra), a quem Cyric se apegou. Ele lutou ao lado de seus companheiros nos Vales mas acabou traindo o grupo mais tarde.

- Kelemvor (atual Deus da Morte) era um mercenário que sofria de uma maldição que o impossibilitava de fazer qualquer coisas se não recebesse uma recompensa em troca. Caso ele desrespeitasse essa regra, tornava-se uma pantera negra e precisava provar sangue humano para voltar a sua forma humanóide. Essa era uma maldição da família Lyonsbane, da qual ele fazia parte. No decorrer dos acontecimentos no TdP, Kelemvor conseguiu se livrar da maldição e se apaixonou pela cigana meia-noite (muitos dizem que a rivalidade entre Cyric e Kelemvor tem como base principal esse "triângulo amoroso"). Kelemvor foi morto por Cyric em Águas Profundas, mas sua morte não encerrou sua história. Como uma alma no reino dos mortos, Kelemvor liderou uma rebelião contra Cyric, arrancando dele o título de Deus da Morte. Foi julgado assim como Meia-Noite e Cyric, no romance "Trial of Cyric", onde ele abandonou seu amor por Mystra (Meia-noite) para se tornar um deus melhor e mais neutro.

- Neste mesmo grupo, havia um sacerdote de Sune chamado Adon, que acompanhou o grupo na busca pelas Tabuletas do Tempo. Durante a busca, Adon perdeu a fé em Sune e, no fim das contas, tornou-se um sacerdote da Nova Mystra e o líder da igreja dela. Mystra fazia muitas visitas a Adon em Toril em busca de aconselhamento (acreditem se quiserem, rs). Adon acabou morto nos eventos do romance "Trial of Cyric", em uma arapuca preparada pelo próprio Cyric.

- A antiga Mystra (deusa da magia), ao tentar sair de Toril, teve que confrontar Helm (Deus dos Guardiões). Helm foi o único Deus mantido por Lord Ao no panteão, para que nenhum dos deuses castigados ousasse retornar ao Panteão sem a permissão de Ao. Como um plano de contingência, Mystra deixou uma parcela de sua essência no corpo da cigana Meia-Noite (Midinight). A cigana incorporou a consciência da velha Mystra, mas não perdeu sua própria personalidade. Para evitar mudanças profundas na religião, Meia-Noite optou por manter o mesmo nome de Mystra, ao contrário de Cyric, que começou uma religião totalmente nova.

- O conto mais bizarro a respeito de Cyric refere-se ao Cyrinashad. Um livro criado pelo próprio Cyric com o objetivo de converter para sua religião qualquer um que lesse a obra. Com isso, ele pretendia se tornar o maior de todos os deuses. No episódio onde seria feita uma leitura em "larga escala" do Cyrinashad, afim de converter milhares de pessoas ao mesmo tempo - onde o próprio avatar de Cyric faria a leitura -, Mystra, Adon e Kelemvor não podiam permitir isso, e fizeram, com a ajuda de Rhinda (quem escreveu o outro livro), o Book of True Life of Cyric (O Livro da Verdadeira Vida de Cyric), que teria efeito justamente contrário ao Cyrinashad, fazendo o leitor odiar Cyric. O grupo trocou os livros pouco antes da leitura. Quando o avatar de Cyric leu o livro errado, ele passou a odiar a si mesmo, ficando assim, insano (mais tarde, se não me engano, ele ganha o cartel de Deus da Loucura).

A Curiosa História do Trio Sombrio (Bane, Bhaal e Myrkul) e Jergal.

- Bane (Deus da Tirania) era um aventureiro mortal que desejava acima de tudo o poder, mais que tudo ele queria ser um tirano, o maior de todos os governantes com um reino que se estenderia por todos os cantos de Faêrun. Ele queria ser um deus, queria que todos o temessem pelo seu poder e o respeitassem e servissem. Ele procurou por poderosos mortais de ideal semelhante e formaram um grupo invencível formado por Bane, Bhaal e Myrkul; jurando que ou se tornariam deuses ou morreriam tentando. Juntos eles se aventuraram através de Faêrun e mais tarde através dos planos e nenhum desafio se mostrava a altura deles, não importava o quanto seus inimigos se esforçavam para derrota-los, eles sempre o superavam. Chegaram a assassinar um dos "sete deuses perdidos", absorvendo sua força, e finalmente decidiram por usurpar o trono do Deus mais poderoso da época, Jergal (o cara com 12 aspectos, 9 deles "fodões"). Eles juntos atravessaram os exércitos intermináveis de mortos-vivos do "Senhor do Fim de todas as coisas" (ou coisa assim) e nada foi capaz de para-los. Liches, vampiros, zumbis, esqueletos e sabe-se mais o que tombaram frente a eles. Abriram seu caminho até o Trono do Jergal, onde ele os aguardava.

Assim que alcançaram o trono de Jergal Bane, o tirano, imediatamente falou:

"Tomarei seu trono e usurparei seu poder"

"Levante-se e eu irei destrui-lo", disse Bhaal, o assassino.

"Então eu irei prender tua alma", disse Myrkul, o necromante.

Jergal levantou-se de seu trono e disse: "é de vocês, não desejo mais este trono e ficarei feliz em servir e aconselhar seu próximo ocupante, mas antes gostaria de saber quem de vocês será meu sucessor, o trono tem lugar para apenas um". Confusos com o que disse Jergal, Bane, Bhaal e Myrkul começaram uma batalha entre eles. O poderoso deus imediatamente notou que ou aquela batalha duraria até a eternidade ou os três se destruíriam e ele continuaria na monotonia de seu reino. Foi então que este teve uma ideia: arrancou o crânio de cada um dos seus três mais poderosos liches que foram derrotados pelo trio e sugeriu aos aventureiro um jogo de azar, cada um jogaria um crânio o mais longe que pudesse e aquele que conseguisse lança-lo mais longe herdaria o poder de Jergal.

Cada um jogou um crânio o mais longe que podia quando chegou Malar, o senhor das feras, para fazer uma visita a Jergal. Assim que ficou a par da situação imediatamente pediu para participar do jogo. Malar lançou um crânio e correu para ver quem lançaria mais longe. Bhaal, Myrkul e Bane ficaram desolados, como eles poderiam superar o senhor das feras em tal prova, depois de tanto trabalho não conseguiriam nada.

Jergal percebeu a injustiça da situação e arrancou três de seu dedos e com ele fez um jogo de "palitinho". Bane pegou o maior osso e disse:

"Eu desejo a tirânia para governar com punhos de ferro".

Myrkul tirou o segundo maior osso e disse:

"Eu escolhe a morte, pois dessa forma Bane deverá me respeitar uma vez que todos morrem, até os deuses" .

Então chegou a vez de Bhaal:

"Eu escolho o assassinato e vocês, Bane e Myrkul, deverão pagar homenagem a mim, pois se eu quiser, Bane, matarei seus seguidores e se quiser, não matarei ninguém, Myrkul".

Nisso voltou Malar com os crânios que teve de se contentar com o seu dominío sobre as feras.
"If you can't get justice...Get even". (Lord Ygor Vefrael, Paladin of Tyr)

Avatar do usuário
ronassic
Administrador
Mensagens: 1776
Contato:

Re: [D&D Next] Forgotten Realms - The Sundering (O Rompiment

Mensagem#99 » 23 Out 2013, 09:15

Seja bem vindo HellBlazer, acho que já te vi por aí. Sinta-se em casa.

Eu lembro de ter lido a tradução dessa parte da história no fórum do balduran.com.br, o Stephan deve conhecê-la também, pois participava bastante por lá, eu só lia.

Acho que essas histórias são bem menos densas do que os jogos que nós jogamos, é muito frustrante ler que no final tiveram que decidir no palitinho, rsrs...
"O topo da inteligência é alcançar a humildade."

Avatar do usuário
HellBlazer
Mensagens: 2

Re: [D&D Next] Forgotten Realms - The Sundering (O Rompiment

Mensagem#100 » 23 Out 2013, 11:18

Rsrsrs

Eu tive esse mesmo tipo de frustração. Mas essa história me levou a pensar no Jergal como um deus "à parte", na boa. O cara tava "entediado" com o poder. Rsrs
"If you can't get justice...Get even". (Lord Ygor Vefrael, Paladin of Tyr)

Avatar do usuário
ronassic
Administrador
Mensagens: 1776
Contato:

Re: [D&D Next] Forgotten Realms - The Sundering (O Rompiment

Mensagem#101 » 24 Out 2013, 08:41

Sim, eu também ficaria, quando você não tem mais desafios, é isso que acontece. Se ele vencesse, iria continuar no tédio, se perdesse, iria morrer ou ser banido ou algo do tipo, seria melhor ele não ter mesmo tantas responsabilidades e poder agir a mando de Bane e os outros. Isso achei interessante.
"O topo da inteligência é alcançar a humildade."

Avatar do usuário
Stephan
Mestre de PBF
Mestre de PBF
Mensagens: 237
Contato:

Re: [D&D Next] Forgotten Realms - The Sundering (O Rompiment

Mensagem#102 » 29 Out 2013, 14:30

ronassic escreveu:Acho que essas histórias são bem menos densas do que os jogos que nós jogamos, é muito frustrante ler que no final tiveram que decidir no palitinho, rsrs...


Hah, pena que são normalmente como os jogadores acabam fazendo as coisas.

HellBlazer escreveu:Rsrsrs

Eu tive esse mesmo tipo de frustração. Mas essa história me levou a pensar no Jergal como um deus "à parte", na boa. O cara tava "entediado" com o poder. Rsrs


Na própria pentalogia Avatar (quer dizer, nos dois livros pós-trilogia) ele é um Senescal que só gosta de servir.
"O homem de bem exige tudo de si próprio; o homem medíocre espera tudo dos outros."

- Confúcio

Avatar do usuário
ronassic
Administrador
Mensagens: 1776
Contato:

Re: [D&D Next] Forgotten Realms - The Sundering (O Rompiment

Mensagem#103 » 08 Nov 2013, 10:53

Verdade Stephan, eu já vi muitos jogadores tornarem o jogo muito menos denso, e menos interessante, ao meu ver. Já me diverti por muito tempo só na zuação, mas hoje em dia não me divirto tanto jogando dessa forma.

Pelo visto Jergal preferia ser o mordomo dos deuses ao invés de ser o todo poderoso, é como diz o ditado: Quem nasceu para pobre, não chega a rico.
"O topo da inteligência é alcançar a humildade."

Avatar do usuário
Stephan
Mestre de PBF
Mestre de PBF
Mensagens: 237
Contato:

Re: [D&D Next] Forgotten Realms - The Sundering (O Rompiment

Mensagem#104 » 10 Nov 2013, 22:35

Mano, tu leu The Prince of Lies e Crucible? Pior coisa ser Deus da Morte, véio.
"O homem de bem exige tudo de si próprio; o homem medíocre espera tudo dos outros."

- Confúcio

Avatar do usuário
ronassic
Administrador
Mensagens: 1776
Contato:

Re: [D&D Next] Forgotten Realms - The Sundering (O Rompiment

Mensagem#105 » 11 Nov 2013, 08:45

"O topo da inteligência é alcançar a humildade."

Voltar para “Dungeons & Dragons”

Quem está online

Usuários neste fórum: Nenhum usuário registrado e 2 visitantes