Fight From The Inside - Dia 1

Tales from the Sails. Need I tell you more, you sea weasel?

Moderadores: ronassic, Stephan, Feral, Holygriever, Moderadores

Avatar do usuário
Stephan
Mestre de PBF
Mestre de PBF
Mensagens: 237
Contato:

Fight From The Inside - Dia 1

Mensagem#16 » 05 Jun 2013, 21:18

Depois de um respiro, Leon se lança contra o oponente. Seus saltos em posição de combate são incrivelmente precisos. O punho esquerdo, previamente relaxado, salta em direção ao rosto de Evans, que levanta o braço esquerdo rapidamente para bloquear o golpe.

Que na verdade era apenas uma finta.

Outros golpes com o braço esquerdo procuram posicionar os bloqueios de Evans. O padre é menos veloz, mas seus bloqueios são amplos e precisos. Leon falha em notar de imediato que o sacerdote ainda parece estar com seu escudo na mão esquerda, mas percebe seu erro assim que o braço direito, como num corte horizontal com uma espada, escapa a bochecha do ladrão por muito pouco.

Duro. Devagar. Mas preciso e claramente forte. Leon poderia ter ido ao chão já neste golpe. Então é hora da reação, e o ladrão escapa de outro golpe horizontal, mas dessa vez se abaixando e atingindo um golpe com o braço direito na altura do estômago. A luta começara.

Um, dois, três. O esterno do servo de Kelemvor era potente, e seu abdome também. Um dos socos atingiu a borda das costelas, o que fez Leon procurar atingir os lados. Mais precisamente, o direito. Evans aguentava os golpes rápidos, e percebeu o plano do ladrão, que acabou por receber um golpe diretamente na bocheca.

A dor se espalhou pelo rosto de Leon, que encontrou uma dificuldade maior que o normal de se manter em pé. O golpe do padre não foi brincadeira, e colocou o ladrão com os joelhos no chão e uma das mãos no local do golpe. A tontura não passaria tão cedo. Nem o orgulho ferido do marinheiro.
"O homem de bem exige tudo de si próprio; o homem medíocre espera tudo dos outros."

- Confúcio

Avatar do usuário
Feral
Mensagens: 140

Fight From The Inside - Dia 1

Mensagem#17 » 06 Jun 2013, 01:03

[Meia-Noite] E então, quem começa? Leon e Kyjal? Tomme e Evans? Hm?

A pergunta passara quase que diretamente de um ouvido para o outro da cabeça de Kyjal, que ainda estava na mesma posição, sentando sobre os calcanhares e mãos descansando sobre as pernas.

Na verdade, havia entendido a pergunta, mas aquela nuvem de dúvidas e preocupações assim que ouvira a "regra 6" não parava de crescer. As palavras não vinham à boca, mas mesmo que o pudessem, Kyjal certamente não queria se pronunciar ainda.

O alívio veio quando Evans e Leon se pronunciaram primeiro para a luta.

...Mas isso significava que, finda aquela luta, não teria mais muito o que adiar.

Kyjal tentava, com todas as forças, segurar as memórias que lhe vinham à mente. Tentava se concentrar na luta, na troca de golpes de seus colegas de tripulação. Buscava passar mentalmente o que sabia sobre lutas corpo-a-corpo e...

...Mais memórias.

Uma leve pontada de dor faz Kyjal perceber que estava agarrando a própria coxa com tanta força, que uma de suas garras havia acabado de lhe furar a pele. A essa altura, seu nervosismo já era claro.

Era preciso se convencer de que, cedo ou tarde, aquilo aconteceria.

Cedo ou tarde, teria que enfrentar aquelas memórias.

Cedo ou tarde, não adiantaria mais esconder.

De fato, não estava buscando uma solução. Estava encontrando forças para encarar o inevitável.

Kyjal então respira fundo, e volta a dirigir seu olhar para a luta de seus colegas.
Última edição por Feral em 03 Jul 2013, 21:39, editado 1 vez no total.

Avatar do usuário
Rodwolf
Mensagens: 180

Fight From The Inside - Dia 1

Mensagem#18 » 08 Jun 2013, 00:54

O Clérigo recém metido no submundo da luta de compartimento de carga, encontrara um adversário valoroso.

Leon era muito rápido e vinha com golpes e fintas pra cima de Evans que por um tempo só pôde tentar bloquear da melhor maneira possível. Usando técnicas de bloqueio que vinham de seus treinos com o escudo, por um tempo teve sucesso. Mas quando finalmente acha uma brecha e tenta golpear, erra, e seu oponente se aproveita disso encaixando golpes em áreas vulneráveis daquele esquema de defesa.

O padre recebe os golpes, não sabendo o quanto mais poderia agüentar, golpeia novamente para acabar com o plano do marujo de lhe tirar todas as forças. O soco do Clérigo pega em cheio. Por um momento em sua cabeça o sentimento de culpa por quase agradecer a Kelemvor pelo sucesso. Isso era um treino, e esporte, violento, mas ninguém correria perigo real.

Fica parado por um momento, espera Leon, e o sinal de Meia-Noite.

As regras do Clube-Da-Porrada começam retornar à memória e o padre agora esperava o marinheiro se levantar. Em guarda, Evans esperava por qualquer coisa. Em fração de segundos Leon poderia estar em cima dele, golpeando de novo e o sacerdote não facilitaria. Assim que Leon se colocasse de pé, o padre tentaria finalizar a luta, mas não atacaria com o oponente de joelhos.
Última edição por Rodwolf em 08 Jun 2013, 01:06, editado 1 vez no total.
"I'm a Priest, not a Saint."

Avatar do usuário
Samiel_Fronsac
Mensagens: 184

Fight From The Inside - Dia 1

Mensagem#19 » 08 Jun 2013, 20:22

§ Leon, apoiado sobre os joelhos, tenta se recuperar da sensação de tontura que o poderoso golpe do padre causara. Sacode a cabeça, controla a respiração e se esforça para levantar. Não estava fora de combate ainda. §

[Leon] Obrigado pela consideração, padre. Vamos à segunda rodada?

§ Calma e lentamente ele se ergue, preparado pra fazer o oponente se esforçar para derrubá-lo. Hora de uma nova estratégia para tirar Evans de ação de uma vez ou acabar com uma dor de cabeça pior do que já está. §

[Leon] Um, dois, três.

§ Um. O marujo rola sobre o ombro esquerdo e, em um impulso e pulo, chega perto do oponente pelo flanco esquerdo, o lado da "espada"; dois. Dispara uma rápida combinação de socos contra as costelas, visando mais desestabilizar que ferir; três. Gira sobre o eixo e tenta passar acertar o pé direito por trás do joelho direito de Evans, tirando sua base de apoio, e o acerta com a palma direita aberta no queixo. §
Última edição por Alta Vista [Bot] em 08 Jun 2013, 20:22, editado 1 vez no total.

Avatar do usuário
Holygriever
Mensagens: 233

Fight From The Inside - Dia 1

Mensagem#20 » 08 Jun 2013, 21:20

Meia-Noite assiste a luta em contemploso silêncio. De início.

Ambos os lutadores mais uma vez demonstravam as mesmas características. Evans com seu estoicísmo de uma fortaleza, Leon com a hiperatividade de um esquilo. Estilos extremamente diferentes e não refinados sendo testados um contra o outro.

Meia-Noite toma nota mental de detalhes a serem corrigidos em ambos os lutadores. Não se pronunciaria agora, não causaria interferência direta na luta. Mas o Clube da porrada não seria o Clube da Porrada sem interferência indireta.

Golpes se encaixam aqui e ali. A coisa começa a esquentar, e antes que possa se conter, Meia-Noite vibrava e incentivava a luta. Não gritava, mas torcia com ânimo.

Estava em casa.
"Você tem medo do Escuro? Pois deveria."

Meu amor, o meu chão, onde deixei a paixão...
Não me importo, vou voar, o céu você não vai levar...

Leve-me à escuridão, diga que não me verão...
Queime a terra, ferva o mar, o céu você não vai levar...

Serenity a viajar, não há lugar melhor que o lar...
O céu você não vai levar...

Avatar do usuário
Stephan
Mestre de PBF
Mestre de PBF
Mensagens: 237
Contato:

Fight From The Inside - Dia 1

Mensagem#21 » 03 Jul 2013, 14:53

...um...dois...três...

Quando Evans termina de acompanhar a contagem, Leon já estava em cima dele. O padre sequer viu o soco com a falange dos dedos que atingiu em cheio sua boca do estômago.

Leon estava bem ciente da ameaça em sua frente, e decidiu que era hora de pegar pesado. Evans bloqueava uma série de golpes rápidos, que eram interrompidos de vez em quando por um forte golpe do servo de Kelemvor, o qual era desviado por Leon. O ladino, por sua vez, aproveitava o desvio para atacar por outras direções.

Em determinado momento, Evans chegou a levar dois socos seguidos no rosto, que não foram potentes o suficiente para derrubá-lo. No entanto, deu a Leon tempo o suficiente para finalizar sua sequência. Uma cotovelada no abdome permitiu que ele fosse às costas de Evans, e atingisse em cheio com mais uma vez com a segunda falange dos dedos em cheio, mas dessa vez no rim.

O esquilo mordia, e mordia forte.

Evans foi ao chão, ajoelhado com uma das mãos no rim. Ele tentara se levantar, mas a dor era forte demais. Leon estava ainda mais tonto do que antes, mas feliz por sua estratégia momentânea ter dado certo.

A luta estava acabada. Durou menos de dois minutos. Para os outros, os golpes foram muito bons e muito rápidos. Meia-Noite sentiu que a coisa toda foi em câmera lenta, e salvo por alguns golpes, percebeu que os participantes ainda lutavam pensando em armas nas mãos.

[OFF]:

Escrevi ao som de Heaven & Hell.
"O homem de bem exige tudo de si próprio; o homem medíocre espera tudo dos outros."

- Confúcio

Avatar do usuário
Samiel_Fronsac
Mensagens: 184

Fight From The Inside - Dia 1

Mensagem#22 » 04 Jul 2013, 09:38

§ A luta chega ao fim, e para o marujo Leon é difícil acreditar em como ela terminou. Evans no chão e ele em pé, ainda que por pouco. Tenta focar a visão e não consegue. A direita do padre é pesada, outra daquela e só acordaria com um balde d'água e dois tapas na cara... Põe as mãos nos joelhos e se agacha, zonzo. Se luta entre amadores acaba com os "gladiadores" em tal estado, não está nem um pouco ansioso para ser um profissional. §

[Leon] Alguém pode me arrumar um barril de rum? Preciso afogar essa dor de cabeça...

§ Esforça-se para levantar, anda até o colega caído e estende a mão, oferecendo ajuda. §

[Leon] Vamos sair do meio dessa arena antes que alguém mostre um polegar para baixo.

§ Dá uma risada meio forçada, devido a dor no corpo, e ajuda Evans a se levantar e sair. §

Avatar do usuário
Rodwolf
Mensagens: 180

Fight From The Inside - Dia 1

Mensagem#23 » 10 Jul 2013, 00:43

[Leon] Vamos sair do meio dessa arena antes que alguém mostre um polegar para baixo.

Evans aceita a ajuda de Leon para se colocar em pé e depois vai calado para seu lugar na "roda", tentando lidar da melhor maneira possível com a derrota e com as dores musculares causadas pelos vários golpes do ágil marujo.
"I'm a Priest, not a Saint."

Avatar do usuário
Holygriever
Mensagens: 233

Fight From The Inside - Dia 1

Mensagem#24 » 10 Jul 2013, 21:05

Finda a luta, em uma reviravolta rápida. Como um esquilo.

Leon, que outroes estava abaixado, sem conseguir penetrar as defesas do adversário, de súbito virou a mesa e furou o bloqueio, acertando nos tijolos soltos da muralha que outrora fora Evans.

"Muito bom!"

Com palmas firmes e lentas, Meia-Noite se aproxima dos lutadores, se recuperando momentaneamente da luta.

- Muito bom, senhores. Meia-Noite vê muito potencial aqui. Vocês tem estilos bem diferentes de brigar, como já tinha dito. Agora vão ali lavar a cara. Evans, vai lá fora e rende o Alber, pra ele poder assistir uma luta, pode ser? Agora... - Meia-Noite esfrega as mãos. - ... cadê os próximos dois?.

O grandão aguarda Kyjal e Tomme se manifestarem, saindo do meio da roda assim que eles o fazem.
"Você tem medo do Escuro? Pois deveria."

Meu amor, o meu chão, onde deixei a paixão...
Não me importo, vou voar, o céu você não vai levar...

Leve-me à escuridão, diga que não me verão...
Queime a terra, ferva o mar, o céu você não vai levar...

Serenity a viajar, não há lugar melhor que o lar...
O céu você não vai levar...

Avatar do usuário
Stephan
Mestre de PBF
Mestre de PBF
Mensagens: 237
Contato:

Fight From The Inside - Dia 1

Mensagem#25 » 11 Jul 2013, 14:01

Enquanto Tomme timidamente vai ao meio da roda, Alber troca de lugares com Evans. Colocando a mão em seu ombro, ele faz um comentário antes de descer.

[Alber] Fala, padre. Tô vendo que vamo precisar do deus dos mortos quando sair daqui hoje. Tem um vinhozinho aberto aqui em cima. E a capitã é pé-leve, cuidado.
"O homem de bem exige tudo de si próprio; o homem medíocre espera tudo dos outros."

- Confúcio

Avatar do usuário
Feral
Mensagens: 140

Fight From The Inside - Dia 1

Mensagem#26 » 11 Jul 2013, 18:20

E o final acabara sendo tão surpreendente quanto o meio da luta. Golpes súbitos, final súbito.

...E falando em súbito...

[Meia-Noite] - ... cadê os próximos dois?

Chegara a hora.

Seu adversário, Tomme, já se dirigia na direção da roda. Não havia mais o que adiar. Não havia mais o que esconder.

Após respirar profundamente, de olhos fechados, e depois soltar todo o ar para fora num longo suspiro, Kyjal levanta-se calmamente e dá alguns passos na direção do barril onde pusera sua capa. Começa então a remover luvas, braçadeiras, tornozeleiras.

Ao tirar as mangas longas da camisa, que eram parte de uma peça de roupa separada, começa a ficar mais evidente aquilo que Kyjal tanto tentava esconder. Em alguns pontos, os dois braços eram cobertos por faixas. Nos pontos descobertos, era possível ver uma ou outra cicatriz, e alguns pontos onde a pelagem crescia de uma cor diferente; marcas deixadas por ferimentos antigos.

Kyjal remove então o colete de couro e o segundo colete acolchoado, removendo, depois, a camisa sem mangas. Por fim, solta uma faixa que lhe prendia uma mecha mais longa de cabelo, à nuca.

O torso de Kyjal era recoberto por mais e mais cicatrizes, em especial as costas. Algumas pareciam ter vários anos, enquanto outras eram mais recentes. Lembranças de uma vida que jamais viera fácil, e de momentos que jamais gostava de relembrar. A expressão de desgosto ao ter que remover algumas das faixas e deixar algumas das marcas à mostra para livrar melhor seus braços e cintura eram a menor das evidências disso.

Mas as marcas não eram a única coisa que vinham sendo escondidas.

Kyjal então se dirige à roda, e responde, num tom de voz diferente do usual. Firme e direto, mas anormalmente mais suave -- E com um leve tom de sarcasmo na segunda palavra.

[Kyjal] - Então, senhoritas, vamos começar?

-------------------------------------
[OFF]

Here's Kyjal, exatamente como aparece na cena:


[img]https://lh4.googleusercontent.com/-sZz1zeVSDWY/Ud8U2uKy_SI/AAAAAAAAAs0/7glnG2Bk6sE/s600/Kyjal%2520final%2520clothes%2520shaded.jpg[/img]

Avatar do usuário
Holygriever
Mensagens: 233

Fight From The Inside - Dia 1

Mensagem#27 » 11 Jul 2013, 20:07

Meia-Noite arqueia as sobrancelhas e pisca duas vezes.

- Quê.

Ele então ri.

- He... hehehe hahahaha! Agora entendi porque você só tomava banho sozinho, er, sozinha. Ô Tomme - ele se volta ao outro lutador em prontidão - , não interessa se é O Kyjal ou A Kyjal. É Kyjal, e nada mudou, beleza? Se estamos entendidos...

Ele abre os braços.

- Senhores... e senhorita, tá na hora do pau.
"Você tem medo do Escuro? Pois deveria."

Meu amor, o meu chão, onde deixei a paixão...
Não me importo, vou voar, o céu você não vai levar...

Leve-me à escuridão, diga que não me verão...
Queime a terra, ferva o mar, o céu você não vai levar...

Serenity a viajar, não há lugar melhor que o lar...
O céu você não vai levar...

Avatar do usuário
Feral
Mensagens: 140

Fight From The Inside - Dia 1

Mensagem#28 » 14 Jul 2013, 21:54

Os dados estavam lançados. Que os demais arrumassem tempo para processar a novidade, porque Kyjal tinha preocupações mais urgentes.

Na verdade, uma. Vencer essa luta.

Enquanto espera o sinal para começar, a felina se põe em posição, formando uma base com as pernas, posicionando braços e cauda, e repassando em sua mente de forma rápida todas as pequenas coisas que tinha que levar em conta para a luta.

E com isso, relembrava os velhos tempos. Devia ser um dos poucos momentos onde relembrar coisas daquela época realmente traziam algo de útil.

Flexibilidade não lhe faltava; era uma exímia acrobata, e com certeza usaria isso em seu favor durante a luta. Quanto ao alcance, já sabia como resolver o problema; pernas bem mais longas que seus braços e uma cauda para servir de contrapeso facilitavam os chutes; e só recentemente passara a lutar com lâminas, então esperava não estar enferrujada ao usar seus punhos e pés.

Ao ver que Meia-Noite abrira os braços, arrasta um dos pés mais para trás e finca os olhos em Tomme. Prepara seus reflexos para esquivar ao menor sinal de ataque.

[Meia-Noite] - Senhores... e senhorita, tá na hora do pau.

Ao aviso, Kyjal não perde tempo. Sua pouca durabilidade tinha que ser compensada por uma luta rápida; e velocidade era uma de suas especialidades. Dispára para cima de Tomme.

Literalmente.

Seu primeiro movimento é saltar por cima de Tomme, pousar imediatamente atrás dele, e começar a atacar a partir dali, desestabilizando o marujo e então o atingindo com chutes. O resto do combate seguiria sua linha de combate favorita: flexibilidade, movimento e golpes certeiros em cada janela de oportunidade.

Há algum tempo não lutava nessas condições.

Que os tempos não tenham tirado a habilidade de lidar com elas.
Última edição por Feral em 14 Jul 2013, 21:55, editado 1 vez no total.

Avatar do usuário
Stephan
Mestre de PBF
Mestre de PBF
Mensagens: 237
Contato:

Fight From The Inside - Dia 1

Mensagem#29 » 15 Jul 2013, 13:13

Tomme já é um tanto nervoso (exceto quando controla o leme ou dá ordens como Imediato), e agora, seu corpo descamisado torna-se ainda mais engraçado. O magrelo não sabe como agir com a revelação. Alber tem uma reação parecida com Meia-Noite, e quando este dá o sinal, eles mal tem tempo de continuar a processar o fato.

Kyjal dá seu salto. Tomme, no susto, tenta interceptar, mas falha. Sua tentativa de cotovelada também falha, e agora o marujo tinha de aguentar uma sequência de chutes ritmados que criaram distância entre os lutadores, complicando ainda mais a vida do magrelo.

A cada golpe, os chutes vão pegando ainda mais ritmo. Um deles acaba atingindo o cotovelo de Tomme, interrompendo a sequência graças à dor na canela da felina. Ele decide ir para cima de Kyjal com um soco, mas um desvio arriscado evita o golpe de esquerda. Graças à cauda, ela mantém seu equilíbrio.

Meia-Noite consegue observar o talento de Tomme para lutar em lugares fechados. As longas pernas de Kyjal parecem lhe dar trabalho justamente por isso.

Enquanto Meia-Noite faz suas observações, Kyjal aproveita o impulso do desvio para encaixar uma joelhada no abdome inferior de Tomme. O golpe não é forte, mas afasta o oponente o suficiente para abrir espaço para um novo chute, agora ainda mais certeiro, bem na boca do estômago.

Caindo com tudo, de costas no chão, Tomme fica por lá, lutando para conseguir respirar. Mais uma luta chegava ao fim.
Última edição por Stephan em 15 Jul 2013, 13:47, editado 1 vez no total.
"O homem de bem exige tudo de si próprio; o homem medíocre espera tudo dos outros."

- Confúcio

Avatar do usuário
Feral
Mensagens: 140

Fight From The Inside - Dia 1

Mensagem#30 » 15 Jul 2013, 16:26

E bom, missão cumprida. Conseguira a luta rápida que pretendia.

...Ao custo de uma bela dor na canela. Mas primeiro o que vem primeiro.

Mancando um pouco, Kyjal segue na direção de Tomme, acalmando sua respiração aos poucos. Pára do lado dele, espera ele se estabilizar e se acalmar, e então estende a mão.

[Kyjal] - Vai uma ajudinha aí? Bora, vamos te colocar em pé denovo.

Tendo alguma resposta positiva, ela ajuda o Imediato a se erguer e o acompanha para fora do círculo.

De resto, continua a se acalmar e normalizar sua respiração. Flexiona algumas vezes a perna "atingida", e então aguarda em silêncio pela avaliação do Meia-Noite.

Voltar para “Worn Sails, Old Tales”

Quem está online

Usuários neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante