Fight From The Inside - Dia 1

Tales from the Sails. Need I tell you more, you sea weasel?

Moderadores: ronassic, Stephan, Feral, Holygriever, Moderadores

Avatar do usuário
Rodwolf
Mensagens: 180

Fight From The Inside - Dia 1

Mensagem#31 » 15 Jul 2013, 23:52

[Meias-Noite] Evans, vai lá fora e rende o Alber, pra ele poder assistir uma luta, pode ser?

Evans assente com a cabeça e vai lá para fora.

[Alber] Fala, padre. Tô vendo que vamo precisar do deus dos mortos quando sair daqui hoje. Tem um vinhozinho aberto aqui em cima. E a capitã é pé-leve, cuidado


[Evans] Só cuidado para não blasfemar, Alber! Aceito o vinho, não se preocupe, tenho bons ouvidos. Agora vai lá e aproveite o espetáculo.


_______________________________________________________________________________

[Off] O que Evans viu antes de sair pra trocar de lugar com Alber?
"I'm a Priest, not a Saint."

Avatar do usuário
Stephan
Mestre de PBF
Mestre de PBF
Mensagens: 237
Contato:

Fight From The Inside - Dia 1

Mensagem#32 » 16 Jul 2013, 00:41

[OFF]:

Como Alber testemunhou tudo, Evans acabou não vendo nada. Ouviu sons de luta, mas nada muito diferente.
"O homem de bem exige tudo de si próprio; o homem medíocre espera tudo dos outros."

- Confúcio

Avatar do usuário
Holygriever
Mensagens: 233

Fight From The Inside - Dia 1

Mensagem#33 » 16 Jul 2013, 08:59

"HAH! Pernas. Claro. Como não notei? Compridas, toradas e úteis. Me lembra um bocado aquela elfa..."

Meia-Noite assiste à luta animado. Tomme parecia acuado; todos os tipos de golpe tem seu lugar, mas um galpão aberto mão costuma ser o mais apropriado para cotoveladas, joelhadas e outros golpes curtos. Isso não significava que não tinha talento, no entanto: ele apenas estava em uma situação desafavorável às suas habilidades (sem contar a surpresa com a revelação de Kyjal). A atitude dele, no entanto, precisava melhorar.

Kyjal mantém a distância entre os dois usando seus longos membros inferiores, piorando ainda mais a situação de Tomme, e logo ele cai. Meia-Noite faz uma careta com o chute que o magrelo levou no estômago. Ele não ia levantar imediatamente.

----------------------------

Ele se aproxima de Tomme ao mesmo tempo em que Kyjal vai ajudá-lo a se levantar.

- Fica calmo, Tomme. Respira devagar e curtinho até conseguir puxar mais ar, assim você recupera o fôlego mais fácil. Seu estilo ali foi bem peculiar, gostei das cotoveladas, mas elas iam funcionar melhor num corredor onde Kyjal não tivesse espaço pra sair, entende? Mas tu foi bem, ainda mais pra quem não tem treino. Gostei.

- E você, moça - Ele se volta para Kyjal - Gostei dos chutes. Tinha uma elfa lá em Águas Profundas que também gostava de chutar assim, Meia-Noite gostava de ver. É isso aí, se as pernas são compridas, você chuta. Tem que usar aquilo que te for vantajoso, o que tiver de melhor.

Meia-Noite aguarda alguma réplica antes de prosseguir.

----------------------------

- Beleza então. Agora é a vez de Meia-Noite. Kyjal, pode dar o sinal?

Ele estrala os dedos mais uma vez e se volta para Alber.

- Vem cá, ruivão. Faz o seu melhor.



----------------------

OFF:Protesto que Evans não tenha ouvido nada. Matheus chegou a me falar ontem que você tinha dito que a "porta era um alçapão" e que Evans estaria "no andar de cima". OBJECTION! A idéia era que o vigia ficasse na porta, até pra poder nos avisar rapidamente de algo.

[img]http://www.freeimagehosting.net/t/81a3d.jpg[/img]
Última edição por Holygriever em 16 Jul 2013, 09:21, editado 1 vez no total.
"Você tem medo do Escuro? Pois deveria."

Meu amor, o meu chão, onde deixei a paixão...
Não me importo, vou voar, o céu você não vai levar...

Leve-me à escuridão, diga que não me verão...
Queime a terra, ferva o mar, o céu você não vai levar...

Serenity a viajar, não há lugar melhor que o lar...
O céu você não vai levar...

Avatar do usuário
Stephan
Mestre de PBF
Mestre de PBF
Mensagens: 237
Contato:

Fight From The Inside - Dia 1

Mensagem#34 » 16 Jul 2013, 09:09

[OFF]: Então aí vai um retcon, porque pelo que eu tinha entendido era na parte com o mastro. Então o Evans viu tudo mesmo.
"O homem de bem exige tudo de si próprio; o homem medíocre espera tudo dos outros."

- Confúcio

Avatar do usuário
Rodwolf
Mensagens: 180

Fight From The Inside - Dia 1

Mensagem#35 » 16 Jul 2013, 09:16

Sua atenção dividida entre a vigia e a luta lá dentro do galpão, Evans quase engasga ao dar uma golada do vinho após a revelação de Kyjal.
Então ele tinha escondido isso o tempo todo, ou melhor, ela havia escondido isso o tempo todo. Mas a revelação de seu gênero não era a única coisa marcante, as cicatrizes e bandanas indicavam uma vida difícil, uma vida sempre no limite. O clérigo só podia imaginar sobre o que a garota havia passado.

E ela sabia como lutar, a luta acabara tão rápido como começou, e agora era a vez dos dois grandalhões... Aquilo ia ser interessante.
Última edição por Rodwolf em 16 Jul 2013, 09:17, editado 1 vez no total.
"I'm a Priest, not a Saint."

Avatar do usuário
Feral
Mensagens: 140

Fight From The Inside - Dia 1

Mensagem#36 » 16 Jul 2013, 13:26

[Meia-Noite] - E você, moça. Gostei dos chutes.

Esse estilo de luta já tinha salvado a felina de várias situações. Mas não aprendera sozinha. Devia isso à sua antiga tutora, a...

[Meia-Noite] - Tinha uma elfa lá em Águas Profundas que também gostava de chutar assim, Meia-Noite gostava de ver.

"É isso aí, se as pernas são compridas, você chuta. Tem que usar aquilo que te for vantajoso, o que tiver de melhor."

Essa frase soava tão familiar, que... É, só podia ser ela.

[Kyjal] - Espera... Você conhece Fesper?

E lembranças de sessões de treino entre as duas voltam à memória. Kyjal tinha uns catorze anos, enquanto Fesper exibia algo em torno de dezeseis. E eram nessas sessões de treinamento que a meio-elfa lhe passara os conselhos e o estilo de lutar. Nossa, como devia a ela.

[Kyjal] - Ela... É como uma irmã mais velha, pra mim. Foi ela quem me ensinou a lutar desse jeito.

E é curioso saber como coincidências ligam as pessoas. Que mais coincidências se escondiam pela frente?


--------------------------------

Depois de eventuais outras réplicas, observações e conversas, chegava a hora da luta dos grandões.

[Meia-Noite]- Beleza então. Agora é a vez de Meia-Noite. Kyjal, pode dar o sinal?

Kyjal confirma com a cabeça, e então se aproxima, ficando ao lado, igualmente distante dos dois. Ela ergue o braço, olha para cada um, se certificando de que estavam prontos...

...E rapidamente desce o braço.

[Kyjal] -Já!

Avatar do usuário
Stephan
Mestre de PBF
Mestre de PBF
Mensagens: 237
Contato:

Fight From The Inside - Dia 1

Mensagem#37 » 16 Jul 2013, 14:37

Antes que Kyjal pudesse receber respostas de Meia-Noite, o ruivo chega no meio da roda, já descamisado e aquecendo os pulsos. É a primeira vez que a tripulação nova o vê ser tão abrupto.

[Alber] Menos conversa. Mais briga.

As duas montanhas de músculos se encontram no centro da roda. Alber deixa os braços abertos como se carregasse um grande barril, e as pernas igualmente abertas, só esperando pelo momento.
"O homem de bem exige tudo de si próprio; o homem medíocre espera tudo dos outros."

- Confúcio

Avatar do usuário
Holygriever
Mensagens: 233

Fight From The Inside - Dia 1

Mensagem#38 » 16 Jul 2013, 16:13

TRILHA SONORA: [url=http://www.youtube.com/watch?v=1DABGdvCOs4]Clique aqui.[/url]

---------------------------------

[Kyjal] - Espera... Você conhece Fesper? Ela... É como uma irmã mais velha, pra mim. Foi ela quem me ensinou a lutar desse jeito.

Meia-Noite mal abre a boca quando um rápido movimento puxa sua atenção, e em instantes um brutamontes ruivo estava à sua frente, em posição de combate. O negrão abre um sorrisinho cínico.

[Alber] Menos conversa. Mais briga.

- A gente conversa já já, Kyjal. Agora Meia-Noite tá ocupado. Dá o aviso aí quando quiser.

Alber estava com a mesma exata posição que Meia-Noite tomara no início da reunião. "Esperto. O bom dele é a força, assim como Meia-Noite. Ele já tá se adaptando... heh! Vamos ver o que você tem pro Meia-Noite, grandão."

--------------------------------

[Kyjal] - Já!

Meia-Noite se coloca na mesma posição de combate que Alber e aguarda. Sabia que o ruivo, mesmo sem treino, seria um páreo duro. Qualquer que fosse o desfecho, Meia-Noite não queria que a luta acabasse muito rápido, e também queria saber do que Alber era capaz; então o jeito era deixar a luta rolar. Foca, portanto, em fintas. Ele deixa o ruivo vir pra cima e se esquiva, agarra, empurra como pode, usando a força de Alber contra ele mesmo e tentando frustrar o oponente. Assim que o ruivo começa a pegar ritmo, no entanto, Meia-Noite parte para os socos diretos e colocados, mesclados a agarres, imobilizações e finalizações. O negrão queria impor o ritmo da luta e levar o ruivo ao seu limite, ou ser levado ao seu próprio, se fosse o caso.

O que importava é que a briga ia ser boa.
Última edição por Holygriever em 17 Jul 2013, 00:15, editado 1 vez no total.
"Você tem medo do Escuro? Pois deveria."

Meu amor, o meu chão, onde deixei a paixão...
Não me importo, vou voar, o céu você não vai levar...

Leve-me à escuridão, diga que não me verão...
Queime a terra, ferva o mar, o céu você não vai levar...

Serenity a viajar, não há lugar melhor que o lar...
O céu você não vai levar...

Avatar do usuário
Rodwolf
Mensagens: 180

Fight From The Inside - Dia 1

Mensagem#39 » 25 Jul 2013, 10:08

A luta começa. Evans queria desempenhar seu papel de vigia, apesar do conflito moral que se encontrava. Uma coisa seria manter um segredo para um bem maior, ou longe do conhecimento de um estranho. Mas da capitã, ali, no navio dela, não era fácil para o clérigo.
O espetáculo que começara tirou esses pensamentos da cabeça do sacerdote por hora, que combatentes! Primeiro se estudaram e agora partiam para um embate de montanhas. Gigantes, quase que literalmente.

[Evans] Espero que o Licorne aguente!
"I'm a Priest, not a Saint."

Avatar do usuário
Stephan
Mestre de PBF
Mestre de PBF
Mensagens: 237
Contato:

Fight From The Inside - Dia 1

Mensagem#40 » 26 Jul 2013, 15:22

Cinco passos largos e um abraço de urso fora a estratégia de Alber, mas o ruivo não fez seu agarre direito, e Meia-Noite consegue libertar os braços. Com uma rápida alavanca de cotovelo, o gigante de ébano sai facilmente do golpe.

Uma nova tentativa, no novo alvo. Meia-Noite praticamente deixa Alber pegá-lo em uma gravata, mas bastou que puxasse o grosso polegar mal encaixado do novo agarre para escapar novamente. Segurando o dedo do ruivo, Meia-Noite dispara um cotovelo nas costelas do oponente e o larga.

Os olhos de Alber revelavam que finalmente percebeu que precisava amaciar o oponente antes de tentar de novo. Um poderoso gancho de direita dispara, e apesar de bloquear, Meia-Noite sente a potência do golpe. Na cara, isso provavelmente faria o negrão ir ao chão.

Em resposta, ele tenta pegar o enorme braço do ruivo, mas falha no encaixe e acaba abrindo a guarda, levando um *daqueles* socos nas costelas. O corpo aguenta, a respiração se mantém, mas o golpe com o punho passa longe do ruivo, que parte para a cabeçada. Em cheio.

Meia-Noite vai ao chão, mas de costas, ainda em guarda. Alber percebe o convite e parte para cima, afastando um dos braços do gigante e encaixando um soco na bochecha que faz a cabeça do atingido zunir. Enfim, o momento da virada, quando Meia-Noite agarra o pulso, puxa para si, rola para o lado levando Alber ao chão, e pára em cima do ruivo com seu braço imobilizado. Ele tenta resistir, mas todo o tamanho bruto de seu corpo não compensou a falta de treinamento. Fazendo uma pequena troca de torção, Meia-Noite fica prestes a finalizar enquanto Alber ergue sua palma.

Evans, do lado de fora, prestava atenção nos rugidos e batidas secas. Mas seus ouvidos se voltam para passos na escadaria, começando a descer para o último convés.
"O homem de bem exige tudo de si próprio; o homem medíocre espera tudo dos outros."

- Confúcio

Avatar do usuário
Rodwolf
Mensagens: 180

Fight From The Inside - Dia 1

Mensagem#41 » 27 Jul 2013, 10:36

Maldição!

Alguém descia, poderia ser capitã. O que mais preocupava Evans era o fato de ser bem na vez dele de cuidar da porta. Se a capitã os flagrassem ali, ele não teria muito o que dizer de diferente da verdade, e nem era de sua natureza.

Imediatamente dirige aos companheiros, gesticulando, vai apressado ao meio da roda para parar a luta.

[Evans] Alguém vem descendo! Se for a Capitão, a coisa mais sensata a se fazer é esperar e abrir o jogo para com ela.

E afinal, quais seriam as outras opções? Já estavam todos no mesmo barco.
"I'm a Priest, not a Saint."

Avatar do usuário
Holygriever
Mensagens: 233

Fight From The Inside - Dia 1

Mensagem#42 » 28 Jul 2013, 23:54

O ruivo era bruto. Veio pra cima com o intento correto, apesar da direção meio torta. A empolgação de Meia-Noite, no entanto, o leva a ser descuidado, brecha que Alber aproveita sem pestanejar. Um. Dois. Meia-Noite vai ao chão.

"O filho da mãe tem as manhas. Mas Meia-Noite tem mais."

O negrão coloca toda a sua experiência em brigas à prova para poder tomar a vitória das garras da derrota. Um agarre, um rolamento, e estava acabado.

Mas ele nem teve tempo de saborear a vitória.

[Evans] Alguém vem descendo! Se for a Capitão, a coisa mais sensata a se fazer é esperar e abrir o jogo para com ela.

- Hah, que nada padre. Todo mundo quietinho, se escondam atrás de caixas como puderem, e esperem o Meia-Noite voltar. Vai!

Meia-Noite passa essas instruçoes por entre os dentes, após habilmente saltar de cima de Alber. Dá dois passos e olha pra trás, pro ruivo se levantando:

- Mandou bem pra caramba, grandão. Foi quase hein? Mal posso esperar pela próxima.

-----------------------

Meia-Noite sai do galpão dos fundos do deque inferior e fecha a porta atrás de si, sem cerimônia. Deixa a mesma entreaberta, no entanto, o suficiente pra que quem estivesse do outro lado pudesse ouvir a conversa que provavelmente teria em instantes.
Se dirige então a passos largos mas lentos em direção à latrina, esperando topar com quem quer que estivesse descendo. Procurava agir com a maior naturalidade possível.
Última edição por Holygriever em 29 Jul 2013, 11:10, editado 1 vez no total.
"Você tem medo do Escuro? Pois deveria."

Meu amor, o meu chão, onde deixei a paixão...
Não me importo, vou voar, o céu você não vai levar...

Leve-me à escuridão, diga que não me verão...
Queime a terra, ferva o mar, o céu você não vai levar...

Serenity a viajar, não há lugar melhor que o lar...
O céu você não vai levar...

Avatar do usuário
Feral
Mensagens: 140

Fight From The Inside - Dia 1

Mensagem#43 » 29 Jul 2013, 17:19

Se sua luta fora rápida pela (conveniente) diferença de habilidades, esta agora devia sua rapidez simplesmente à magnitude da força daqueles dois gigantes. Um deslize mais grosseiro era suficiente para uma vitória esmagadora -- quase que no sentido literal.

...E de fato, não gostaria de ver uma luta entre dois caras como esse se estender mais. Riscos demais, e um potencial latente de destruição massiva.

Mas mal pudera maquinar o resultado da luta. O aviso apressado de Evans mudava tudo.

[Evans] Alguém vem descendo! Se for a Capitão, a coisa mais sensata a se fazer é esperar e abrir o jogo para com ela.

[Meia-Noite] Hah, que nada padre. Todo mundo quietinho, se escondam atrás de caixas como puderem, e esperem o Meia-Noite voltar. Vai!


De fato, cedo ou tarde teria que abrir o jogo com a capitã sobre "outros assuntos", mas preferia que não fosse agora, e nem numa situação como essa.

Kyjal responde à sugestão do grandalhão com um gesto com a cabeça, e então vai na direção do barril onde encostara suas peças de roupa. Certamente não havia tempo de vestir tudo denovo, então trata de encostar tudo em algum canto mais difícil de enxergar, carrega consigo apenas a capa e procura em outro canto, outras caixas ou barris, um esconderijo apropriado.

...Sabia que uma capa vermelha não seria o mais adequado para se esconder. Mas servia pra lhe cobrir o corpo feminino, então podia vir a ser útil. Kyjal joga a capa sobre os ombros, verifica se ela está fechando bem na frente do corpo e então se acomda em seu esconderijo, costas à caixa, mantendo a respiração sob controle e atenta a qualquer sinal.

E só torcia para não surgirem mais problemas.
Última edição por Feral em 29 Jul 2013, 18:34, editado 1 vez no total.

Avatar do usuário
Rodwolf
Mensagens: 180

Fight From The Inside - Dia 1

Mensagem#44 » 31 Jul 2013, 22:43

A correria, todos se escondendo. O Clérigo balança a cabeça e leva uma das mãos ao rosto, incrédulo com todo aquele cenário.

Resolve tomar uma atitude menos "imatura" e que resolveria seu problema com a idéia de mentir e tentar enganar a Capitã.

[Evans] Vou ficar quietinho aqui no galpão, se a capitão me encontrar, é simples. Direi a ela a verdade, que desci para me exercitar, não preciso ser mais específico que isto!

Depois simplesmente vai para um canto, o mais longe possível longe da entrada daquele nível. Lá espera Meia-Noite fazer o que tenha que fazer.
"I'm a Priest, not a Saint."

Avatar do usuário
Samiel_Fronsac
Mensagens: 184

Fight From The Inside - Dia 1

Mensagem#45 » 01 Ago 2013, 03:11

§ A adrenalina da luta e a expectativa pela luta de Meia-Noite e Alber são substituídos pelo terror de serem descobertos pela capitã, e logo de primeira. Mesmo sabendo que aconteceria uma hora ou outra, esperava que tivesse mais sorte que aquilo. §

[Leon] Meia-Noite está certo. Escondam-se todos, ele vai prover a distração, eu vou ajudar, vão!

§ O marujo tenta rapidamente indicar os melhores lugares para se esconder, com base em sua "pesquisa" prévia do porão, e então corre para a porta seguindo Meia-Noite mas, enquanto seu colega segue em direção a latrina, procura por uma cobertura. §

[Leon] Hum, já sei...

§ Coloca-se junto as barris, apertando (ou fingindo apertar) as amarras. Era uma desculpa melhor que a média para qualquer barulho suspeito que a chefe pudesse ter ouvido daquela região, e estaria perto pra interferir na conversa com Meia-Noite. §

Voltar para “Worn Sails, Old Tales”

Quem está online

Usuários neste fórum: Nenhum usuário registrado e 2 visitantes