[Sociedade] O RPG & Você - Como tudo começou? Sua história..

Discussão sobre aspectos culturais, religiosos, comportamentais e educacionais do RPG, a popularização do jogo e o combate ao preconceito.

Moderador: Moderadores

Avatar do usuário
kimble
Mensagens: 1255

[Sociedade] O RPG & Você - Como tudo começou? Sua história..

Mensagem#1 » 12 Set 2007, 16:30

1989--eu nasci...prematuro de 8 meses e pesando menos de um quilo (eu sou um milagre )


Eu não nasci :linguinha: Passou a data esperada pro nascimento, minha mãe achou estranho e foi fazer uma consulta médica. Descobriram que o cordão umbilical tinha se enrolado no meu pescoço e que isso provavelmente tava atrapalhando o nascimento (e com o tempo podia me enforcar). Na mesma hora eles foram pra um hospital e forçaram um parto.

------------------------------------------

Comecei a jogar com 10 anos, após ganhar um dos vários semi-sistemas que existiam na época no Brasil (não lembro mais se foi D&D ou Dragon Quest). Antes disso já tinha lido muitos livros do tipo onde você decide em que direção vai a história. Em coisa de dois anos já tinha começado a comprar os livros de Ad&d. Primeiro o dos Monstros, Jogador e Mestre em seguida.

Depois disso tive minhas primeiras experiências com Vampiro. Que na época, era o tradicional `interpretação-interpretação-interpretação` no slogan e `mata-rouba-diablerie` na prática. Ou seja, o auge do WoD no Brasil. Também tive uma campanha bem longa de Vampiro na época.

Na época a maioria dos jogos eram na casa de um amigo meu no sotão da casa. Passei muitas tardes lá. Além disso tinha um jogo com meus primos que só ocorria nas férias, mas era uma aventura atrás da outra nesses períodos e que durou anos.

Após brincar um pouco com Gurps e tentar algumas campanhas alternativas acabei passando um tempo sem jogar. Continuava no meio através do PBEMs, mas não era a mesma coisa. Teve um pbem, na época do começo de DBZ no Brasil, que foi algo que adicionou pra minha experiência no hobby. Surpreendentemente as regras prestavam, pois eram versões modificadas de Street Fighter e depois uma versão própria do dono do pbem. O dono do PBEM aliás, era um filho da p**** manipulado por outro filho da p**** fã de EVA. Vai ver que é por isso que até hoje eu não tolero EVA. Apesar disso o jogo era divertido, não por causa do Mestre principal mas por causa dos outros jogadores. Foi quando percebi o quanto o nível dos jogadores influencia o divertimento da campanha. Também me ensinou a ter mais respeito pelas regras, pois percebi a diferença entre um sistema vazio onde minhas decisões sobre os personagens pouco importavam em termos de mecânica e por isso não refletiam na ambientação o que eu desejava e um sistema onde existe personalização real. E que um Mestre filho da p**** é algo que ninguém merece.

Acabei conseguindo um novo grupo meio que por acidente, acho até que nos classificados da antiga Spellbrasil. Fui pra me encontrar com as outras pessoas do anúncio na lojinha de rpg aqui de Florianópolis. Um era um metaleiro que mal abriu a boca na primeira sessão e o outro era um cara que achei meio estranho de princípio. Sai de lá achando que o grupo nunca ia sair.
Pra minha surpresa, o cara meio estranho acabou se tornando meu amigo e a gente jogou um bom tempo juntos.

Dessa época em diante as sessões e os grupos foram bem aleatórios. Grupos se formavam e se separavam, não tinha nem mesmo um núcleo fixo. Mas sempre havia alguém daquele grupo formado através do anúncio da Spellbrasil.

Também foram esses grupos que geraram muitas sessões memoráveis até hoje, como a morte de um personagem meu por e-mail (recebi uma mensagem `Seu personagem foi diablerizado enquanto dormia. É ele estava dentro da casa do ancião Nosferatu e era protegido dele. E daí?`) ou ser pego de surpresa por dois guerreiros com armadura pesada andando furtivamente.

Hoje, 15 anos depois do meu início no rpg, continuo tendo contato com dois jogadores daquele grupo do anúncio. Os membros do grupo continuam bem aleatórios, o grupo que jogou Star Wars não é o mesmo que joga L5R e não deve ser o mesmo que irá jogar M&M.

Mas isso eu acho algo bom pois mostra que existem mais jogadores por aí do que a alguns anos atrás e que o hobby está se expandindo, pelo menos aqui em Florianópolis.

Eu ia agora fazer uma brincadeira sobre como isso não pode ser usado pra mensurar o resto do Brasil porque aqui é quase o paraíso, mas aqui já está cheio de turista e gente de fora. Então não venham pra cá. E eu estava mentindo, aqui nem tem tanto jogador assim. E o papo das praias é mentira. E o tempo. E a qualidade das mulheres. Não venham! :frenzied:
Material que disponibilizei no 4shared (tudo criação minha e/ou gratuito) pros jogadores das minhas campanhas. Inclui house rules e erratas do Exalted:
[Link]http://www.4shared.com/dir/10183502/4d808442/sharing.html[/Link]

Avatar do usuário
Allefcapt
Mensagens: 2340
Contato:

[Sociedade] O RPG & Você - Como tudo começou? Sua história..

Mensagem#2 » 12 Set 2007, 18:32

Olá a todos,

THANATOS ACIZIS,
Tudo para começar desviado, mas acabou certo.

Primeiro, o “RPG” foi lhe apresentado como meio eletrônico, tudo bem.
Depois um “BATE PAPO(!!!)” nas seculares salas de RPG do UOL.

E foi aí que a luz se fez realmente para mim.


Realmente, aleluia!
Um brinde aos amigos Lucas, Douglas, Leonardo, Thiago e Rafael.

E JAPÃO FEUDAL!!Sensacional.
Belo começo. Um legítimo FIVE RINGS!
Fica registrado aqui mais um ponto para o “3D&T.”. O pai de muitos.

O RPG está em todo lugar. Só falta achá-lo. E eu achei de tudo quanto era lado.

Frase quase que perfeita. :victory:

CEBOLITUZ,
AD&D. O começo clássico.
Nada melhor.

DAHAK,
Velho de guerra.

Uma das melhores histórias que conheço.
Começar a jogar dentro de uma “Perua”.

Bem, AD&D novamente. Começaram com o topo.

JOÃO ARAGORN
“Que jogávamos usando moedas e outros meios alternativso e perdemos dinheiro suficiente para comprar um carro nas moedinhas de cara ou coroa que iam pra dentro dos bancos da perua.”

Hahahahaha

Boa essa.
Aposto que o dono(a) da perua atualmente distribui livros de RPG dentro do veículo e todo final do mês, recolhe a grana que cai dos jovens guerreiros.

LOFWYR,
"Aventuras Fantásticas"

Deuses!!!!!!!!!!! Um começo digno de um velho guerreiro.
Ahhhhh, minhas tenras lembranças...

“e então voltar para casa com 3 Aventuras Fantásticas (não lembro exatamente de quais, visto que joguei muitas e muitas depois delas).”

Lembre-se cara!!! Lembre-se!!! Vale a pena.

Vai que era “O Feiticeiro da Montanha de Fogo” ou “A Floresta Sombria?”

"Derek Who Yard" :rolando:

GURPS!!! E com o estojo! Outro começo clássico. Legal pacas.
AD&D em seguida, e com MAPA DE PANO DE DARK SUN? Putz... ta indo bem.

“DarkSun foi saindo de minha vida. Um livro vendido aqui... outro lá... e a coleção foi se esvaindo.”

Ahhh, pena não ter te conhecido na época.

“quando contei para ela fui recebido com um "São seus amigos não são? Quanto tempo não os vê? Poxa... vai perder esta chance de recuperá-los?"

CASE COM ELA.

Cara, os títulos que mestrou e os que jogou recentemente credenciem você a se tornar com o tempo um THE MASTER OF.
Não perca este pique. Sei que é difícil mas vale a pena.

LADY DRACONNASTI,
AD&D também...
Boa.

Phantasy Star, bem diferente. Gostei.

E Lady, os DRACONNASTI unidos parecem imbatíveis hein?

WITCHFIRE
AD&D novamente. Mais um brinde ao tio G.G.

É rapaz... mexer com um OGRE não é legal. Definitivamente.

Qin da 7th Circle. Você VAI AMAR!

LEDERON,
“meu amigo tinha um folheto de propaganda do AD&D da Abril, que havia vindo no meio de uma HQ e falava que era um tal de Roleplaying Game.”

Cara, eu TENHO este FOLHETO. Foi uma excelente isca.

“Achamos o site da SpellBrasil. A Velha Spell.”

........................ muito bom!!! Ai ai... amo ler isto.

NIBELUNG,
“97 ou 96, não lembro bem. Estava já viciado em Final Fantasy e derivados, chegando ao ponto crítico de matar aula e voltar a pé para usar o dinheiro da passagem para jogar no fliperama. Sim, todo mundo já teve uma fase negra dessas na vida.”

Fale baixo............ shh....................... podem haver mães lendo isto aqui... hehehehehehe.

LOBISOMEM
Outro clássico pai de muitos no reino das fichinhas cheias de pontos.

“Hoje tenho os livros que eu quero e não tenho grupo perto de casa.”

Elementar meu caro. A vida têm senso de humor.

O_ALMIRANTE,
Tolkien + AD&D + GURPS.
Não podia ser diferente.

“(…) encontrei o Fórum da Velha Spell e aprendi o máximo lendo o que os mais experientes escreviam. (...)”

Rapaz, temos orgulho de ler isto. E hoje olha você aí misturado.

KIMBLE,
Cara, enforcado antes de nascer? É, brasileiro mesmo.
AD&D, VAMPIRO, GURPS, a trajetória fatídica!
“como a morte de um personagem meu por e-mail”

HAHAHAHAHA. Putz, quanto mais leio, mas me surpreendo com o que surge.
“Então não venham pra cá. E eu estava mentindo, aqui nem tem tanto jogador assim. E o papo das praias é mentira. E o tempo. E a qualidade das mulheres. Não venham!”

Hum............. sei. :sobrancelha:
Bem, não parem de jogar. Mesmo que passem mais 15 anos de desencontros mil.


Um grande abraço a todos,
"É o seu navio que faz o porto.
Lance ferros com sabedoria"

Twitter: @allefcapt / @spell_net
Diários do Capitão Allef: https://www.facebook.com/rodrigoallef.nunes
Aventura: http://www.alqadim.blogger.com.br/index.html

"Todo o homem é culpado do bem que não fez." Voltaire

Avatar do usuário
Hagen
Mensagens: 212
Contato:

[Sociedade] O RPG & Você - Como tudo começou? Sua história..

Mensagem#3 » 14 Set 2007, 01:30

Estava lendo as histórias, a minha é até simples perante as outras.

Bem, fazem doze anos que eu joguei RPG pela primeira vez. TInha meus dez anos de idade e estava num belo dia correndo atrás de doces com meus amigos num dia de São Cosme & Damião. Após aquele dia agitado com um saco de supermercado cheio de guloseimas, o meu amigo Angelo me chamou para jogar dragon quest. Confesso que na hora minha intenção era jogar bola mas como todos os outros iriam também jogar não podia ficar chutando bola sozinho.

Chegando na casa de um amigo eles sem me explicar nada me dão uma carta do phoenix, um anão do jogo, então sem entender nada joguei e imitava os outros. Acabei gostando.

A segunda vez foi mais engraçada, pois 1 semana depois da expêriencia do Dragon quest fui jogar lobisomem. Eis que o mestre (tapado) e sem explicar vai me ditando as tribos, augúrios, raças e falapra eu ir escolhendo (sem ler o livro) pois estavam com pressa de jogar. Resultado:

Garras vermelhas, homínideo, galliard que era do exército e orfão...Não sei por que a onda na época era ser orfão, coisa de menino..rs

Depois de três meses rimos muito com isso, foi quanmdo o mestre me deixou ler o livro de lobisomem, coisa que ele amava mais que a si mesmo na época.

Detalhe, ele tá fazendo faculdade nos EUA, e o livro todo mês fica na casa de alguém (do mesmo grupo de amigos que jogou pela primeira vez). QUando ele veio nos visitar eu perguntei pelo livro, quase que ele teve um treco, xingando agente por que tinhamos perdido o seu xodó.

Fui apresentado ao gurps, vampiro, D&D...O tempo passou, passou. e chegamos aos dias atuais.
Fantasma da tua esperança, tua fé que nunca descansa delírio que há de te matar! :iori: :flood:

Avatar do usuário
Ennock_DarkSoul
Mensagens: 47

[Sociedade] O RPG & Você - Como tudo começou? Sua história..

Mensagem#4 » 14 Set 2007, 01:56

Ora, pensei aqui, quando vi o tópico... tenho contato com o RPG a tanto tempo, e nem havia me tocado disso até hoje, com dezoito anos de idade...

Meu primeiro contato pessoal, foi aos seis anos, quando ganhei um RPG baseado em Caverna-do-Dragão, com uma caixa bonita na qual um Cavaleiro brandia sua espada contra um dragão... Tinha dados de várias faces, umas fichas prontas(cada qual com sua miniatura de papel), uma lista de criaturas(cada qual com estatísticas e miniatura também, exeto por Tiamat) e um mapa de uma Dungeon com salas numeradas e tal...
Eu jogava mais como um wargame, sabendo de cor que "esse personagem rola um dado tal para ficar invisivel" e "esse aqui pode atacar até essa distância", coisa assim...

Lá pelos meus nove anos, com o começo daquela coisa de pokémon(do qual gosto até hoje, aliás), eu e alguns amigos - João "Jonny" Felipe, Pedro "Ozzy" e Bruno "Stinger", com os quais ainda tenho contato, embora menor - fizemos nosso próprio Card game de poket monsters. Que depois de um tempo saturou.
Então tivemos a idéia: Vamos fazer um jogo "Tipo Faz de Conta", para contar a história de nossos heróis, usando as cartas durante os combates apenas.
Fizemos um mapa bonito(a medida do possível, para a época...), decidimos algumas coisas, como habitat de cada montro e etc., e começamos a jogar.

Quase um ano de jogos, e fomos conhecendo o RPG de forma natural. Até que um dia resolvemos criar um sistema mais consistente(mais uma vez, a medida do possível), para jogarmos num cenário também de nossa autoria.
O sistema até que era legalzinho... Tinhamos até um atributo que media a capaciade de organização e cooperação social da raça(pois os valores iniciais dos atributos eram definidos pelas raças)... O jogo foi a té a edição 3.0...

Em uma sessão deste nosso sistema, veio um dos jogadores, Ozzy, com um Vampiro: A Máscara bonito e chamativo para que conhecessemos outro jogo... Na semana seguinte eu estava mestrando(coisa que nunca deixei de fazer desde então...acho que nestes sete anos não joguei mais que umas 20 sessões...).

Antes de conhecer Vampiro eu já sabia que meu pai jogava AD&D, mas ele se recusava terminantemente a me emprestar seus livros... Quando soube que eu me interessei pelo jogo da White Wolf, ganhei meu primeiro livro de RPG: aquele Vampiro: A Máscara bem ali ao lado,na minha estante.

Depois de jogar algum tempo, passei a jogar na escola também. Lugar onde eu necessitava de um sistema mais simples para jogar num recreio de 15 minutos... Um amigo meu emprestou-me um Manual 3D&T que a mão dele, professora, tinha tomado de algum aluno de outra escola e começamos a jogar com o sistema da DB.

Quatro anos jogando 3D&T na escola e Vampiro aos finais de semana(ou seja RPG quase todos os dias, mesmo que apenas os santos 15 minutos...), até que eu conhecesse um amigão meu, "Dimentio", que comentou de mim, num dos primeiros posts do tópico.
As outras pessoas gostavam de jogar e tal, mas ele é mais atencioso ao tema, gostanto mais de pensar em cenários e tal, além de querer conhecer mais sistemas e coisas do gênero. Foi um grande incentivo para que eu me dedicasse um bom tanto mais ao RPG.

Hoje continuo sendo mestre de "seja o que for que aparecer na mesa", em especial, Storyteller.
Estou criando um cenário "Capa e Espada" - high magic porém bastante mistificado em relação a religiões e magia - com sistema embutido(ou seria o contrário? O fato é que, pelo menos na fase de criação, ambos são inseparáveis...).

Conheci minha pinguinzinha - com a qual etou fazendo 3 anos de namoro hoje, aliás - jogando RPG no Templo Budista aqui de Brasília.
TODOS(o que não é um grande número de qualquer forma, mas são os melhores!) os meus amigos de hoje - que naverdade são os de sempre... - vieram dos jogos de RPG, ou se meteram neles depois...

Na escola em que passei quase toda minha vida escolar(falo como se tivesse acabado, mas estou no fim do último ano, ainda...), sofri um bocado por ser jogador de RPG... Era uma escola evangélica, e eles sempre foram muito preconceituosos com muita coisa...
Uma vez chegou ao ponto de o diretor chamar meu pai e informa-lo de que eu jogava RPG. Me lembro da cena, parecia que ele estava falando "Seu filho usa drogas e abusa das colegas...", pelo tom...
Até outros alunos(estes, ALUNOS mesmo!), olhavam-me torto e achavam-me estranho... Mas sempre houve pessoas boas, cabeças-abertas, também... Não sejamos injustos... E estes eu quero muito bem, pois são meus amigos...

Bem isso é que que eu consegui extrair de minhas memórias, até agora... Mas creio que tudo de importante, em relação ao RPG, esteja aí...

Glória a Eru! Até mais ver!
"Fall In Your Own Blood Lust ..."

Avatar do usuário
THX
Mensagens: 19

[Sociedade] O RPG & Você - Como tudo começou? Sua história..

Mensagem#5 » 14 Set 2007, 15:27

Quando eu estava na 8ª série (95 ou 96) fui apresentado ao Magic por um vizinho meu. Sem nenhum conhecimento do que seria um jogo de RPG, passei dois anos jogando com mais três amigos graças à uma lojinha que vendia magic e revistas em quadrinhos.

Em 97, quando ia com um amigo meu comprar um booster de Ice Age na lojinha encontrei um antigo conhecido que dizia jogar rpg. Eu concordei, falei que jogava Magic. Ele deu risada e respondeu: "Cara, eu jogo RPG de verdade, com muito sangue e muita ação. Sabe, rpg de verdade, de mesa?"

Fiquei intrigado, fui até a maior livraria da cidade (é pequena, mas é a maior) chamada Jalovi. Perguntei por livros de RPG e o vendedor me mostrou por 20 reais o Millennia RPG. Sistema de RPG nacional de ficção científica. Comprei o livro mas tinha um problema, jogadores.

Chamei meus amigos do colegial mesmo. Ensinei como funcionava e teve início à melhor época da minha vida. Éramos em 4 homens e duas mulheres jogando todo sábado. Em 98 mudei para Vampiro a Máscara e montei um grupo de RPG no Centro Municipal. Meus amigos todos mudaram para outras cidades mas eu continuei jogando no teatro. Em 2000 saímos de teatro (centro municipal) e começamos a jogar no Sesc, onde nos encontramos todos os sábados até hoje.

Agradeço aos escritores de Millennia (tenho o livro até hoje, bem guardado!) por terem me fornecido tanta diversão. Poucas pessoas se divertiram tanto com 20 reais!!! E claro, meus sinceros agradecimentos ao meu primeiro grupo de rpg, eu era bem.. autoritário e sádico na época.

Hoje eu sou alucinado por rpg, adoro ler livros de rpg mesmo que eu não jogue (comprei o Promethean e duvido que eu vá fazer uso prático dele) e mais do que tudo, adoro contar histórias, adoro estar no comando e gosto de me juntar nos sábados à tarde e nos domingos à noite com meus amigos para jogar uma sessão de rpg, falar besteira e beber coca cola até as 2 horas (e acordar quebrado no dia seguinte! :roll: ).

Abraços
E claro, Vida Longa ao RPG.
A perda é o caminho da mudança. Nenhuma revolução é gratuita.

Avatar do usuário
Jack
Mensagens: 17
Contato:

[Sociedade] O RPG & Você - Como tudo começou? Sua história..

Mensagem#6 » 15 Set 2007, 00:19

Comecei em uma tarde chata, cinzenta e sem idéias (da minha parte, pelo menos) na minha casa... SIM! O RPG VEIO A MIM! HÁ-HÁ-HÁ!
Estava com dois primos... ainda pensando que o Play Station estava ficando muito chato e entediante, quando um deles (um tal de Vinícius, o qual UMA pessoa aqui conhece... INFELIZMENTE XD) propôs um jogo... Dei uma folheada no livro um taaanto interessante e não pude esconder meu interesse diante de coisas tão... mágicas e medievais (SIM!!! ERA D&D!)! ... hm... cortando os detalhes minuciosos (tenho um probleMINHA... sou MEIO prolixa!), diria que a aventura me agradou bastante... Comecei então a me aprofundar no assunto... Busquei novos sistemas (e eles também vieram até a minha pessoa XDDD), logo conheci o Pedro através da "lendária" lan house, a Unit... (que os Deuses a tenham ._. *luto*) e lá começou VERDADEIRAMENTE minha vida "RPGística"!
Comprei dois livros, dos quais mestro UM... É... A srta. Preguiçosa aqui (conforme consta no meu perfil) MESTRA! Que incrível! hahah!
Comecei no ano passado por uma proposta um tanto irrecusável... E gostei! E repeti a dose esse ano... E só mestro na AnimeFriends, AVISO DE ANTE-MÃO!!! =D
hm... esse texto tá chato, já quase babei no teclado aki, minha vida é um porre, eu sei (mentira! XD já tão até qrendo fazer novela delaaaa hsuahsuashausahu! vc SEMPRE sabe o q vai acontecer no próximo capítulo, mas quer assistir mesmo assim! Hahaha!) e vocês devem tah de saco cheio desses parênteses (mania... fazer o q?) e de outros pequenos deslizes de minha parte, mas dane-se pq estava aqui só pra escrever minha história mesmo e agora que estou enrolando vocês vão desistir pq está um texto longo, cansativo e dá s.......zZzZzZzZzZzZzZzZzZzZzZzZzZz
Bebei amigos, yo-ho!

Avatar do usuário
Witchfire
Mensagens: 63

[Sociedade] O RPG & Você - Como tudo começou? Sua história..

Mensagem#7 » 15 Set 2007, 00:23

Eh depois que eu falei que vc iria poder ver o show do massacration de graça se foi correndo.MAS agora que jogamos numa biblioteca pública como mestres vc não vai escapar.XD
Imagem
Imagem
The brain is a microcosm creating it's own stories
People then live out these Stories

Let's boogie with the phantom!

Avatar do usuário
Wykthor
Mensagens: 408

[Sociedade] O RPG & Você - Como tudo começou? Sua história..

Mensagem#8 » 20 Set 2007, 23:11

Eu conheci o D&D em 86 quando fui para os EUA e meu irmão comprara um monte de livros de capa dura do AD&D (como eu adorava - e ainda adoro - folhear aqueles Monster Manuals) , mas só comecei a jogar no início de 87 quando um outro grupo se formou e comecei a jogar D&D. Não o AD&D, nem o D&D básicão da caixa preta que foi lançado anos depois (que alguns jogadores brasileiros confundem ele com o D&D original). Me refiro às caixas originais do D&D, Basic/Expert/Companion/Master/Imortals.

Foi uma época excelente, mesmo jogando em parte com um personagem ridículo (ladrão) mas que chegou ao 18o nível. Mas valeu a pena, especialmente quando assumi o guerreiro de 23o de um jogador que abandonou e o levei até 33o, inclusive participando de um caminho da imortalidade. Foram 7 anos de jogo com módulos e experiências memoráveis. Saga of the Shadow Lord, Into the Maelstrom, Where Chaos Reigns, Legacy of Blood, Twilight Calling...nossa, bons tempos :pidao:

Uma pena que não conheci outros grupos independentes que gostavam tanto do D&D clássico asim (apesar de ter formado alguns por pouco tempo), especialmente pela atitude de alguns achando que o "AD&D era melhor porque era mais detalhado e complexo". Com o retorno de várias raízes do 3E (e agora 4E) ao OD&D, hoje dou risada, especialmente quando alguns se deslumbram com conceitos que facilitam a vida (o Challenge Rating foi detalhado com um outro nome de uma forma mais bruta no Master Boxed Set, por exemplo).

A segunda metade da década de 90 foi triste para mim porque o meu grupo original se desfez, o cenário que amava e seu sistema (D&D - Mystara) foram cancelados, assim como a ambientação do AD&D que gostava (Greyhawk). Foi um tempo que, salvo algumas aventuras publicadas de AD&D (Crypt of Lyzandred the Mad, The Star Cairns, Lost Shrine of Bundushatur ou algo assim), concentrei minha atenção ao Ars Magica. Quando a Wizards anunciou a compra da TSR, fiquei ao mesmo tempo esperançoso e temeroso, pois essa empresa tinha adquirido os direitos e desistido de lançar uma nova edição do Ars Magica no passado. Mas valeu a pena acompanhar o retorno do RPG que me deu mais satisfação. Valeu a pena nesses 7 anos conhecer novas pérolas como EnWorld, SRD, Order of the Stick, Green Ronin e continuará valendo a pena quando chegar a 4a edição, mesmo que os doomsayers digam o contrário. Os outros que se lamentem, eu continuarei invadindo masmorras, matando monstros e roubando suas coisas :cool:
Victor Caminha

Co-autor de "Mítica - Desbravando o Oriente"

Arquivos de Mítica: Cosmologia do cenário, Errata de "Mítica - Desbravando o Oriente"

Bestiário: Sentinela Nacarita, Druhak, Centauro da Lua Nova (Lápito), Kurapsu

Avatar do usuário
Arvedui
Mensagens: 148
Contato:

[Sociedade] O RPG & Você - Como tudo começou? Sua história..

Mensagem#9 » 05 Nov 2007, 13:05

Lá estava eu na livraria do Shopping. Moleque azedo. 12 pra 13 anos de idade, procurando algo pra ler ( sempre gostei muito de ler e como era muito mal comportado minha mãe me comprava livros pra me acalmar), quando vi, lá no alto da prateleira, um enorme livro. Uma capa azul escura, com homens voando no espaço ( pelo menos foi assim que eu vi à distância.) e escrito em letras enormes GURPS!!!

Pronto. Foi aí que comecei a jogar RPG. Sozinho. Aprendi o GURPS e passei pros amigos. E aí começamos a jogar. Um grupo pequeno, mas bastante coeso.

Depois veio o D&D, 3D&T, Storyteller dentre todos os outros, mas o GURPS nunca me saiu da memória. Até hoje é um de meus sistemas favoritos e é por ele que eu tenho mais carinhop.

:cool:
Imagem
Imagem
Imagem

Avatar do usuário
Allefcapt
Mensagens: 2340
Contato:

[Sociedade] O RPG & Você - Como tudo começou? Sua história..

Mensagem#10 » 19 Nov 2007, 17:16

Olá a todos,

Meu tópico preferido.
Sempre boas histórias.


HAGEN,
“Chegando na casa de um amigo eles sem me explicar nada me dão uma carta do phoenix, um anão do jogo, então sem entender nada joguei e imitava os outros. Acabei gostando.”Genial amigo. Um começo de jogo clássico. O velho e rabugento (Sim, a imagem assim parece) PHOENIX. Sensacional.

“(...) xingando agente por que tínhamos perdido o seu xodó.”
Nada.... os Vampiros roubaram.

Gurps, Vampiro e D&D. Excelente trilha.,
Definitivamente HAGEN, você é um filho clássico.

ENNOCK,
Muitos são filhos prodígios amigo. Fique frio. É uma característica RPGística.

“com uma caixa bonita na qual um Cavaleiro brandia sua espada contra um dragão”Hehehehehehehe,, a velha sedução. Esta caixa definitivamente é mágica!

Pokemon merece aplausos sempre. É o pai legítimo de muitos fãs do RPG.

“Conheci minha pinguinzinha’”.. HUMM,.. Tá.

“Uma vez chegou ao ponto de o diretor chamar meu pai e informa-lo de que eu jogava RPG. Me lembro da cena, parecia que ele estava falando "Seu filho usa drogas e abusa das colegas...", pelo tom...
Até outros alunos(estes, ALUNOS mesmo!), olhavam-me torto e achavam-me estranho...”


Como se não fosse estranho doar parte de seus ganhos mensalmente para a “fé”. :bwaha:
Infelizmente o preconceito é um dos maiores males enfrentados pelos jogadores de RPG, seja em que meio social estes estiverem. Parabéns pela resistência. Que sirva de exemplo.

THX,
O Magic é um jogo de cartas, Baseado no RPG. Mas de qualquer forma, mesmo sem ser considerado “RPG”, é o responsável pela entrada de muitos amantes do jogo neste universo fantástico.

Millennia realmente é um título daqueles que poucos se aventuram a iniciar-se. Legal sua primeira vez. Diferente.
Jogar no TEATRO e no SESC? Cara, que legal. :aham: Nada mais cultural que isto.

“e mais do que tudo, adoro contar histórias, adoro estar no comando e gosto de me juntar nos sábados à tarde e nos domingos à noite com meus amigos para jogar uma sessão de rpg, falar besteira e beber coca cola até as 2 horas”
É, bem vindo ao clube.
Sinceramente? Sou um cara que teve a oportunidade de viajar muito, conhecer dezenas de pessoas, viver algumas culturas... e poucas coisas são mais divertidas que isto.

JACK,
Ahhh, velho marinheiro(A).

D&D. A masmorra e os dragões são cria de algum feiticeiro. (Um brinde ao GG)

“só mestro na AnimeFriends/’ – O QUE IMPORTA É A QUALIDADE JACK... HEHEHEHE.

OCULTO,
Uma chácara.... 8 adolescentes.... um livro abandonado em cima de um armário.... cara, só faltou o JASON!

Nada mais épico do que os seus 10 dias de HERO QUEST!!! Putz, este é o começo que muitos fás gostariam de ter tido!
E ainda por cima pulou para o D&D XEROCADO!!???
Excelente.

Uma das melhores histórias da lendária SPELL. Valeu.

WYKTHOR,
Um brinde ao amigo.

Cara, tiro meu boné para um cara que começou em 1986. :cool:
Uma data em que sequer muitos dos atuais jogadores haviam sequer nascido.
E serei sincero.

Você faz parte do seleto grupo de 12 conhecidos que eu REALMENTE SEI que começaram nesta época e que ainda jogam.
O resto beira a lenda.

Afinal, muitos os jogadores , a fim de valorizarem seus “passes” gostam de enfatizar que começaram aos 7, 8, 9 anos. Temos um caso narrado de início aos 5!!

Parte desta imensa experiência pode e deve ser conferida em “"Mítica - Desbravando o Oriente"”

É um prazer e um orgulho tê-lo por aqui.

VINCE,
Um mapa feito a mão? Bom início.
Um livro do MESTRE ao 11 anos? Parabéns. Assim caminha a humanidade. (Rpgística claro)

“e sem poder comprar fiz meu primeiro sistema caseiro. Basic, era o nome, e horrível ele era.”
Isso aí!!! Muitos criaram os seus!!! E assim arrebanham-se fãs.

E amigo, disponibilize-o.

DARKLADY,
Como não parar ao ouvir o nome que gela a espinha dos mais valentes guerreiros?

“Foi a MELHOR campanha que joguei até hoje. Sério. Apesar de sermos criancinhas da 5ª série –“
Claro DARK... Você viveu “CAVERNA DO DRAGÃO”.

Lobisomem? Boa pedida... e a facul certamente lhe fornecerá mais filhos de GAIA...
Ainda mais em época atual de “engajamento para salvar o planeta.”


Um grande abraço a todos,
E VIDA LONGA AO RPG!
"É o seu navio que faz o porto.
Lance ferros com sabedoria"

Twitter: @allefcapt / @spell_net
Diários do Capitão Allef: https://www.facebook.com/rodrigoallef.nunes
Aventura: http://www.alqadim.blogger.com.br/index.html

"Todo o homem é culpado do bem que não fez." Voltaire

Avatar do usuário
Thingol GreyCloak Singollo
Mensagens: 120
Contato:

[Sociedade] O RPG & Você - Como tudo começou? Sua história..

Mensagem#11 » 15 Jan 2008, 01:23

História resumida:

Um belo dia,fui na casa de um amigo meu tomar banho de piscina(tinha 12 anos).Ele,um amigo e eu ficamos o dia inteiro na agua,enquanto o irmão dele e mais uns caras ficaram o dia inteiro no churrasqueiro jogando alguma coisa(todos com 17~18 anos).Ao final do dia fui lá ver o que era.
E me apaixonei.AD&D.

Na semana seguinte,montamos um grupo de piazinhos e começamos a jogar.
Cenário?Karameikos(alguém conheçe)?


Bons tempos...

Até
"Primeiro vem os sorrisos, depois as mentiras. Por último, o tiroteio." Roland Deschain, de Gilead

Avatar do usuário
Alessandro_Franzen
Mensagens: 206

[Sociedade] O RPG & Você - Como tudo começou? Sua história..

Mensagem#12 » 15 Jan 2008, 22:13

Minha saga começou bem antes de conhecer RPG. Quando era pequeno, eu sempre lia quadrinhos, via filmes de capa-e-espada, de cavaleiros, lia sobre as lendas do mundo e criava itens e personagens com diversas historias e estatísticas que me pareciam adequadas expor para definí-los... mas, jamais imaginei que eu já esava fazendo algo que o rpg possuia como parte de uma mecanica...

Em 1988, fui parar no Colégio Andrews no RJ. Na oitava série fiz amizade com duas grandes figuras... Alexandre Veronese e Daniel Malaguti. Ambos já eram Roleplayers a pelo menos 2 anos e me convidaram para participar de um jog na casa do Veronese... eles me explicaram o que era RPG e me contaram sobre Tolkien... Nunca tinha lido nada sobre Senhor dos Anéis ou qualquer coisa relacionada... era tudo novidade. Antes de experimentar, achava que era mais um game de tabuleiro. Conheci um grupo fantástico de pessoas e não me arrependo de ter aceitado o convite... O sistema que iriam usar era MERP (Middle Earth Roleplay) da ICE. Detalhe... nós eramos da geração Xerox... pouco material original nós tinhamos acesso.

Após a primeira sessão de jogo, comprei o Hobbit e a série Senhor dos Anéis pela edição portuguesa da Europa América (melhor tradução para o português... Fora, Martins Fontes!) e li todos os livros até a exaustao... Já pela quarta sessão de nossa campanha, peguei emprestado o MERP e li tudo... de ponta a ponta. Após dois meses de jogo, me atrevi a experimentar a mestrar... o pessoal gostou da minha primeira avenura... e o meu mestre na época começou a curtir a ideia de poder ser jogador.

Dai em diante, comecei a minha coleção... um ano depois eu comprei o MERP original na caixa vermelha... e depois o Rolemaster... o resto é história.
Imagem

Avatar do usuário
Allefcapt
Mensagens: 2340
Contato:

[Sociedade] O RPG & Você - Como tudo começou? Sua história..

Mensagem#13 » 28 Jan 2008, 14:32

Olá a todos,
Cada vez mais histórias interessantes.....

BLACKBIRD,
O velho grupo de amiguinhos em um prédio pequeno.... e o tabuleiro mágico....

E Hero`s Quest, Um começo clássico!
Depois MAGO encontrado em uma escola católica... boa.

As Aventuras Solo foram também o meu início. Só quem as jogou sabe.
“- e quando voltamos às aulas, no segundo semestre, ela me apresentara mais duas amigas”
Salve.... que começo hein?

E além de tudo.... as SALAS DE BATE PAPO DA UOL.
Rapaz.... grande lembrança!!

“chego a pensar que minha vida RPGística está... sei lá, ao fim. Huahauhaua,”

Huahuahua mesmo.

Vida longa!

THINGOL,
KARAMEIKOS?
Um clássico cenário do RPG.
Começou muito bem tambémn... e espero, com direito a ouvir o CD que vinha junto.

ALESSANDRO,

“Minha saga começou bem antes de conhecer RPG. Quando era pequeno, eu sempre lia quadrinhos, via filmes de capa-e-espada, de cavaleiros, lia sobre as lendas do mundo e criava itens e personagens com diversas historias e estatísticas que me pareciam adequadas expor para definí-los...”


A clássica formação de um amante da aventura.

“Em 1988, fui parar no Colégio Andrews no RJ. Na oitava série fiz amizade com duas grandes figuras... Alexandre Veronese e Daniel Malaguti”
Eu ia morrer sem saber cara que os dois eram jogadores de RPG.
Logo ali do lado.... e não sabia...

Que isto sirva de lição para todos os que estudam e não puxa assunto com os caras do lado.

MERP (Middle Earth Roleplay) – Só quem conheceu entenderá o tamanho da aventura!

“... o resto é história.”
Mas isto é o que vale!!!!!!!!!!!!!!!!!! CONTE-NOS!!!


Um abraço a todos,
"É o seu navio que faz o porto.
Lance ferros com sabedoria"

Twitter: @allefcapt / @spell_net
Diários do Capitão Allef: https://www.facebook.com/rodrigoallef.nunes
Aventura: http://www.alqadim.blogger.com.br/index.html

"Todo o homem é culpado do bem que não fez." Voltaire

Avatar do usuário
Zack_Sun
Mensagens: 11

[Sociedade] O RPG & Você - Como tudo começou? Sua história..

Mensagem#14 » 18 Fev 2008, 14:09

Nossa parei para pensar agora e vi que faz bastante tempo.

Tudo começou em meados de 1999, FHC era presidente, o Brasil só falava de inflação e da vergonha que foi perder a copa de 1998 para os franceses. Eu morava em uma cidade chamada Alto Taquari - MT, tão pequena que era possível atravessa-la a pé em meia hora. Naturalmente não havia livrarias na cidade, nem vídeos-game, nem banca de jornal, então um garoto criativo como eu tinha duas maneira de se divertir. Uma era com os amigos, os quais eram poucos, a outra era ler. E eu lia, muito. Cerca de 100 livros em um mês. Era o visitante mais assíduo da pequena biblioteca do lugar. Lá conheci Julio Verne, Isaac Assimov, Dante Alighieri, Jorge Amado e muitos outros que me davam horas de boa leitura. Sempre adorei ficção, desde filmes a livros.

Mas nunca li nada de RPG.

Até que um dia, na casa de um amigo meu, eu vi uma Dragão. Meu amigo falou que eram apenas umas revistas com conteúdo de fantasia. E eu muito curioso pedi para que ele me deixasse ler. Foram os 50 min mais interessantes da minha vida! As aventuras, os nomes, números incompreensíveis, magias, magos, peças de ouro, prata e cobre. Joguei pela primeira vez uma aventura solo chamada, Espada da Galáxia, e me empolguei. Desde aquele dia eu procurei saber tudo de RPG, vi siglas estranhas como D&D e GURPS. A segunda me chamou mais a atenção, um dia pesquisando na já famosa Internet, eu achei um modelo digital do GURPS. Eu li até minhas vista cansarem e me apaixonei pela regras e formulas tabelas e números. Nos próximos três anos eu e meus amigos viemos a jogar RPG na minha cidade, formávamos uma tríade de iniciantes, sem experiência alguma, jogando por diversão e por que era algo novo. Inventamos sistemas, jogos, histórias variadas. Hexagon, Mitologaias e Bravesea foram os nomes das primeiras aventuras que mestrei, todas criadas pela minha pequena pessoa de 10 anos. Nunca passou de uma aventura, mas todas foram muito divertidas. Mas um dia a tríade se separou e o RPG veio comigo para Brasília para uma era de terror e tristeza.

Dias Negros

Eu me mudei para Brasília, cidade onde vivo hoje com 13 anos, já tinha bastante bagagem no quesito RPG. E havia comprado o meu primeiro livro, o GURPS, Generic Universal Roleplaying Sistem, do Steve Jackson. Era apenas meu livro de cabeceira uma vez que não sabia com quem ia jogar sem meus amigos. Era minha única diversão, ele e os emuladores e roms de videogame. É difícil se divertir quando a pouca habilidade que você tem para os esportes não é significativa. Mas eu tentava às vezes. Como só fazia isso para me divertir comecei a comentar com a minha família sobre RPG, ensinei para meus irmãos e primos. Foi o estopim para uma coisa tão grande que quase me fez desistir do meu amado hobby. Surgiram casos das mortes em Ouro Preto em MG. Por pura ignorância e alienação, meus familiares começaram a me recriminar por eu jogar o “Jogo Assassino”, na escola eu era visto como um ser estranho, com uma faca na mochila pronto para sacrificar qual quer um que entrasse no meu jogo. Fui guerreiro, lutei, defendi meu hobby com veemência. Chamaram-me de fanático e viciado, me proibiram. Rasgaram meus tão preciosos livros de RPG. Eu chorei, temi, mas não desisti. Com coragem falei a todos o que era, e como era. Expliquei que pessoas não entendem os significados e diferenças entre jogo e vida real. Parte entendeu parte não. Os que não entenderam, eu entreguei nas mãos de Deus e disse que o pior cego é aquele que não quer enxergar.

Hoje

Com 19 anos e coleção refeita, eu continuo jogando RPG e ensino com paciência aqueles que querem jogar um jogo inteligente e criativo, que incentiva a leitura e a união. Que proporciona amizades duradouras e experiências nunca vista em nenhum outro jogo. Ainda encontro resistência, mas entendo que essas são pessoas com cabrestos, que ainda não descobriram que são livres para ter opinião própria.

E não importa o que aconteça

Eu digo e sempre direi:

Eu me orgulho de jogar RPG.

Grato pela atenção

Zack Sun
"Não posso mostrar meu rosto. Não, eu não sou feio!"

Avatar do usuário
Carol a hiperativa
Mensagens: 180
Contato:

[Sociedade] O RPG & Você - Como tudo começou? Sua história..

Mensagem#15 » 19 Fev 2008, 21:52

Bom, em primeiro lugar gostaria de dizer que...não li tudo oque foi postando anteriormente, mesmo porque é MUITA COISA O.O, mas estarei passando aqui sempre que puder para ver as experiencias dos demais membros ^^

Como você foi apresentado ao RPG?
Como entrou neste universo fantástico, carregado de magia, criatividade e diversão?


eita essa historia é longa, mas vamos lá...

Um belo dia, lá estava eu, aquela menina mirrada e zuada da escola andando pelos corredores até a biblioteca, eu gostava muito de ler, não porque realmente gostava de ler, mas pelas historias que os livros me contavam, então...procurando o livro que eu `alugaria` naquele dia, achei um lirinho pequeno, estranho de pirata no meio da estante, eu não sabia...mas era um livro de aventura solo^^

Eu `joguei` em casa, gostei muito, e para a minha supreza, tinha OUTRO livro igual aquele, de aventura solo tb, mas desta vez, o livro era bem mais especifico, tinha um sistema e algumas paginas de explicação doque seria RPG.

Eu gostei muito, achei interessante, e por coincidencia na mesma época uma menina que fazia coral comigo na escola me chamou para jogar RPG, eu perguntei oque seria, ela me explicou tudo, mas não deu tempo de jogar...

Então, unindo aquilo que ela havia me falado, mais oque eu já tinha aprendido lendo aqueles livros, resolvi chamar um pessoal que eu conhecia no predio que eu moro até hoje (pena que todos eles se mudaram T.T), arrumei uns dados e comecei a narrar XD

Admito que era peeeeeeeeeessima naquela época, mas nada que o tempo não melhore XD, eu iniciei muitos amigos meus no RPG, muitos mesmo XD.

Já passei por cada sistema na minha vida kkkk, e com o passar dos anos fui conhecendo cada vez mais e mais jogadores, uma pena que só tenha frequentado 2 eventos T.T

Bom é isso ai pessoal, essa foi a minha experiencia inicial com o RPG, nada muito especial, mas eu gosto de recordar ^_^
Confiram o meu diário de campanha ^_^ (Baseado em changeling: o sonhar)

viewtopic.php?f=17&t=1730

...

Eu preciso de dinheiro, eu preciso de muito dinheiro. Pra que?

Para não precisar dele. Pra que?

Para não precisar trabalhar. Pra que?

Para ficar sem fazer nada. Pra que?

Para poder PENSAR!

Voltar para “RPG & Sociedade”

Quem está online

Usuários neste fórum: Nenhum usuário registrado e 3 visitantes