UMA QUESTÃO DE BOM SENSO:Melhorando a imagem do RPG na socie

Discussão sobre aspectos culturais, religiosos, comportamentais e educacionais do RPG, a popularização do jogo e o combate ao preconceito.

Moderador: Moderadores

Avatar do usuário
Alessandro_Franzen
Mensagens: 206

UMA QUESTÃO DE BOM SENSO:Melhorando a imagem do RPG na socie

Mensagem#1 » 04 Fev 2008, 12:43

Saudações, spellianos.

Gostaria de iniciar um tópico que talvez traga discórdia ou até mesmo torços de narizes para muitos companheiros que lerão este post. Peço que entendam que todos os argumentos que vou apresentar visam ampliar o entendimento sobre nosso hobby e, em momento algum, visa criar preconceito ou desrespeito em relação as preferências lúdicas de cada um. Gostaria de iniciar uma discussão onde os participantes possam dar sua opinião sincera e neutra sobre este assunto, afastando a maior parte das coisas que possam influenciar seu post. Principalmente, desejo a todos uma conversa franca e direta entre os participantes que optarem por oferecer sua experiência e argumentos aqui e, mais do que tudo, podermos alcançar um patamar de idéias que possamos constantemente trocar, sem ofender, destratar ou ignorar uns aos outros como ocorrem em alguns casos neste fórum. Por favor, somos todos hobbistas e uma comunidade que já tem diversos problemas para ser aceita em um meio social como o Brasil.

A proposta deste tópico visa tentar, mesmo que teoricamente, alcançar um bom senso entre nós hobbistas quanto ao melhor método de apresentar o RPG para o público que ainda desconhece completamente nossa presente e crescente comunidade lúdica.

Antes de mais nada, cansei de ver posts e noticias onde nosso hobby é taxado de satânico, maniqueista, formentador de discórdia social e até criminalidade. Acho que cansamos de ouvir nossos pais, irmãos, parentes não tão distantes, amigos, conhecidos, religiosos, professores e mídia em geral dizerem aleatoriamente, sem o menor traço de propriedade, as opiniões distorcidas sobre nosso hobby. Dizem que matamos, roubamos, incitamos o caos assim que sabem que há um RPGista por perto. Para eles, somos uma fatia social composta de pessoas incompreendidas e mentalmente pertubadas, porém a verdade, como sabemos é bem diferente.

A idéia é como apresentar o Roleplaying Game em eventos destinados ao público comum. Em minha opinião, expor o público comum a temas relacionados a produtos da empresa White Wolf é extremamente nocivo a imagem desgastada de nosso hobby. Dessa maneira, Vampiro, Lobisomen, Mago e, agora, Demônio (a queda) em suas versões nacionais apenas corroboram para ampliar a imagem negativa de nosso saudável e instrutivo estilo de vida.

Há o material produzido pela DAEMON que também, ao meu ver, está longe de auxiliar a modificar a visão que se tem hoje em dia do RPG... RPGQuest nada mais é que um tabuleiro copiado do antigo Heroquest, First Quest e do atual Munchkin Quest (Zoeira da Steve Jackson Games usando o seu mega-sucesso Munchkin card Game) e Marvel Quest (versão com os super-herois da Marvel), e se afasa muito da proposta inicial do RPG.

Um outro problema, é que apesar do D&D ser funcionalmente uma opção a ser levada em conta durante uma apresentação, palavras como monstro, demônios, mago e feiticeiro são vistas com desconfiança perante as pessoas não esclarecidas. Cheguei a ouvir comentários de colegas que já era difícil explicar o RPG, ainda mais com a possibilidade de ser um personagem que usa magia... Muitos associam o jogo a magia negra quando estes termos aparecem em cena.

Há aqueles que vão comentar que 3D&T seria um caminho, mas digo que isso só corromperia mais nossa imagem delicada, associando o RPG a uma visão pseudo-anime criado pelo Cassaro, relativamente degradante para o gênero, pois muitos veriam o jogo como violento, imaturo e outras associações menos iluminadas. Lembremos que além do sistema, há o problema dos cenários disponiveis no mercado.

As pessoas não compreendem que nosso hobby é sadio, sociável, instrutivo (quando usado educacionalmente) e, principalmente, formador de caráter. Um RPGista é a soma de diversas experiências em mesa, que muitas vezes, ajudam na própria vida real em diversos sentidos.

Então, como vocês fariam para aplicar o bom senso e melhorar a imagem do RPG em nosso país em um evento não direcionado a membros da nossa comunidade?
Imagem

Avatar do usuário
Allefcapt
Mensagens: 2340
Contato:

UMA QUESTÃO DE BOM SENSO:Melhorando a imagem do RPG na socie

Mensagem#2 » 07 Fev 2008, 10:08

Olá a todos,

Amigo FRANZEN,
“Então, como vocês fariam para aplicar o bom senso e melhorar a imagem do RPG em nosso país em um evento não direcionado a membros da nossa comunidade?”


Eu passei por isto aqui dentro da Petrobras, onde trabalho.
Imagine, ter que demonstrar as potencialidades do RPG a uma bancada de quase incautos no assunto. :roll:

Sendo sincero, acho que inicialmente, o mais importante é ter conhecimento sobre o assunto. Neste terreno, o de explicar ou ensinar o RPG com toda a amplitude que ele necessita, o saber é fundamental.

Soma-se a isto, a capacidade de ser bem entendido, a utilização da comunicação correta e o recurso de apoio com instrumentos adequados.
Vale nesta ocasião, no caso de não se sentir apto, buscar o apoio de um amigo ou conhecido que tenha facilidade na arte de comunicar-se.
Se eu pudesse voltar atrás, não teria feito uma coisa: utilizar o tabuleiro de DRAGON QUEST na apresentação.

A credibilidade do interlocutor é outro fator indispensável. Deve-se prestar atenção em tudo, desde a forma de se apresentar a roupa adequada ao público.

No mais, é sempre que puder apresentar o RPG.
Seja na escola, no trabalho ou na roda de amigos.

Um abração,
"É o seu navio que faz o porto.
Lance ferros com sabedoria"

Twitter: @allefcapt / @spell_net
Diários do Capitão Allef: https://www.facebook.com/rodrigoallef.nunes
Aventura: http://www.alqadim.blogger.com.br/index.html

"Todo o homem é culpado do bem que não fez." Voltaire

Avatar do usuário
Hal Jordan
Mensagens: 18

UMA QUESTÃO DE BOM SENSO:Melhorando a imagem do RPG na socie

Mensagem#3 » 08 Fev 2008, 15:11

Bem, creio que é uma questão de retórica...

Concordo quanto ao conceito inicial e a visão que ele pode causar, quando apresentamos um rpg ao estilo Vampiro e muitos de seus amigos de Storyteller, nada contra, mas em um país em que grande parte de protestantes e católicos alienados (falo como católico praticante), ouvir a palavra vampiro, ou "você precisa sugar o sangue...", parece meio assustadora...

Então, acho que das várias opções, D&D seria a menos pior...

Concordo que a primeira forma de esclarecimento e a informação, retratar o objetivo do jogo em si, sem sistemas, para que acostumando-se a idéia, possa-se entrar finalmente nos mundos/sistemas disponíveis, assim as dúvidas que surgirem correm mais risco de seres direcionadas a situações, do que propriamente a temática, ou ao foco do sistema apresentado...
Imagem


No dia mais claro, na noite mais densa, o mau sucumbirá ante a minha presença.
Todo aquele que serve o mal tudo perde ante o poder do LANTERNA VERDE!

Avatar do usuário
Speranza
Mensagens: 90
Contato:

UMA QUESTÃO DE BOM SENSO:Melhorando a imagem do RPG na socie

Mensagem#4 » 16 Fev 2008, 09:12

Acredito que a questão se resuma em grande parte a conhecer o seu público. Quando se quer atrair uma audiência em direção a algo, o ideal é saber o que já aprovam e partir daí. Isso é fácil de se fazer com grupos pequenos, porém quando estamos falando de grupos maiores (por exemplo, eventos abertos), nem sempre é possível fazer essa sonda. Então, acho que o ideal é jogar RPG "pra inglês ver" mesmo: se manter longe de qualquer tema levemente polêmico.

Há um bom tempo meu interesse tem sido desenvolver RPGs que sejam bons "porta-vozes" do hobby. A um tempo atrás comecei a desenvolver um sistema cujo grupo de personagens fazia parte de um time esportivo, e antes ainda (antes de conhecer o Risus) queria desenvolver um sistema para comédia estilo desenhos animados. Acho que são temas que talvez possam ser bem aplicados na "propaganda" do RPG se explorados corretamente.
http://ygorsperanza.deviantart.com

Lei de Speranza: não importa o quão pervertida, ultrajante, escatológica e desrespeitosa seja sua opinião, existe alguém na internet que concorde com ela.

Avatar do usuário
Hagen
Mensagens: 212
Contato:

UMA QUESTÃO DE BOM SENSO:Melhorando a imagem do RPG na socie

Mensagem#5 » 21 Fev 2008, 01:34

Sinceramente uma temática delicada.

Não acho que o tema em si seja relevante, tive casos de Evangélicos fervorosos entenderem perfeitamente o clima de vampiro e entenderem de forma inteligente a temática do jogo. Seja lobisomens, magos, demônios ou toons, acho que a preocupação inicial é abordar em príncipio a arte do faz de conta, fazer que a pessoa entenda de imediato que Rpg é um jogo, entrenimento teatral, uma arte através da sorte ou dispêndio do azar.

Portanto ao meu ver, a principal preocupação e a maior é conseguir de forma clara e objetiva mostrar que o jogo é teatral, intenso mas que difere totalmente de realidade, crença e sejá lá o que for, que ele pode ser pesado mas aceitável.

Outro ponto que tenho, é que muitas pessoas, inclusive alguns pais parecem que usam aqueles tapa olhos para cavalos, então acho que mesmo sendo a pessoa mais detalhista é impossível de ensinar uma pessoa sobre o rpg.

bem se fosse ensinar alguém a jogar rpg, começaria com algo simples como Dragon quest. è a intermediação entre hero Quest e D&D. Simples o jogo, pode-se fazer uma aventura rápida fácil e de bom entendimento. Ou mesmo algo mais simples, pegue um dado de seis, mais que três sucesso, menos, perda. e pronto faça algo simples.
Fantasma da tua esperança, tua fé que nunca descansa delírio que há de te matar! :iori: :flood:

Avatar do usuário
Hagen
Mensagens: 212
Contato:

UMA QUESTÃO DE BOM SENSO:Melhorando a imagem do RPG na socie

Mensagem#6 » 21 Fev 2008, 11:43

N
vincer escreveu:Mas parte da culpa da imagem do rpg é nossa. Totalmente nossa.
Se o rpg nada tem haver com o ocultismo, porque então usá-lo como tema? Não falo que isso exista (tenho minhas crenças mas, particularmente, o ocultimos usado em rpgs é uma parte que não faz parte delas), esse não é o ponto do tópico. Mas independente disso, se temos potencial para criar e se trata de ficção, porque usar?


Sinceramente, não acho que o ocultismo tenha um grande fator contribuinte. Claro as vezes pode ser de maneira grosseir como vc falou nome de demônios em monstros entre outras coisas. Mas acho que cabe mais a maneira como o jogador leva isso do que o tema em si.

Por exemplo, um exemplo que sempre dava era de um grupo de amigos que jogava vampiro numa pracinha pública com temas bem pesados de forma espalhafatosa, vc não quer que todo mundo goste de rpg dessa forma né. Minha mãe por exemplo nunca ligou, mas ela sempre pediu cuidado pra eu jogar, não deixo meu livro espalhado em casa, sempre mostrei que era um jogo de fantasia.

Dessa forma temos que recriminar o mundo dos games qeu também mexem com ocultismo. Ou mesmo filmes. Não acho que o ocultismo em si no jogo seja de mau uso, só cho que o jogador deve ter a responsabilidade total sobre o que está jogando.

Por isso acho que certos jogos deveriam ser jogados por pessoas de maior idade, acho que a idade para se jogar vampiro seria 16 anos. Mas nunca será assim, eu mesmo comecei com vampiro e lobisomem com 11 pra 12.
Fantasma da tua esperança, tua fé que nunca descansa delírio que há de te matar! :iori: :flood:

Avatar do usuário
Ennock_DarkSoul
Mensagens: 47

UMA QUESTÃO DE BOM SENSO:Melhorando a imagem do RPG na socie

Mensagem#7 » 01 Abr 2008, 13:52

Ora, eu sei que pode parecer ridículo... mas vocês já pensaram neste jogo aqui:
Squirrel Attack: Operation Get Mr. Jones` Nuts

Sobre o tema de ocultismo, não sou o melhor para comentar, pois é a temática que mais gosto... e não sou muito chegado a fantasía nem a cyberpunk, sobrando, assim, pouca coisa, ao menos ...
"Fall In Your Own Blood Lust ..."

Avatar do usuário
Volpert
Mensagens: 99
Contato:

UMA QUESTÃO DE BOM SENSO:Melhorando a imagem do RPG na socie

Mensagem#8 » 09 Abr 2008, 14:21

Assim, eu pelo menos não vejo nada contra a temâtica de ocultismo, elas nada mais são que diferentes linhas de pensamento ou religiosas.Só por que eu incluo uma profecia islâmica em um jogo não quer dizer por exmeplo que eu esteja pregando o islamismo ou algo do tipo.Moralidade também é uma coisa muito relativa, em alguns paises é moral você apredejar uma mulher até a morte por ela ter mostrado o rosto, sendo que em outros isso é considerado barbárie.O que na verdade eu acho é que existe um grande preconceito quando ao "ocultismo" qualquer um que pesquise um pouco sobre Aleister Crowley vai descobrir que o motivo dele se chamar de Besta 666 é por que a mãe dele, uma religiosa fanática o chamava assim, e que ele mesmo ao pesquisar a cabala desobriu que esse número 666 na verdade simboliza o sol.Tanto que em um tribunal quando perguntaram para ele o que significava.Eu vou transcrever o pedaço do livro: A magia de Aleister Crowley; Um manual dos rituais de Thelema da editora Madras.

Advogado: "Você assumiu para si próprio a designação de Besta 666?"
Crowley: "Sim"
Advogado:"Você se chama de Mestre Therion?"
Crowley: "Sim"
Advogado: "O que significa Therion?"
Crowley: "Grande besta Selvagem"
Advogado: "Esses títulos dão a clara impressão de suas práticas e perspectiva de vida?"
Crowley: "Isso depende do significado deles"
Advogado :"A grande besta selvagem e a besta 666 são do Apocalipse?"
Crowley: "Isso apenas significa luz do sol; 666 é o número do Sol.Você pode me chamar de Pequena luz do sol"

Um homem taxado como mago negro, deturpador da ordem por muitos na verdade era uma pessoa de bem que só queria compartilhar as ideias dele e a sociedade sem querer entender o que ele realmente queria passar taxou ele dessa maneira.Acho sinceramente que esse problema com o Ocultismo é mais de ignorancia e medo por parte das pessoas do que qualquer outra coisa.

Eu mesmo me intersso por ocultismo, irei fazer um curso sobre xamanismo viking, leio livros sobre a Thelema e pretendo fazer um curso de druidismo e sou católico, nunca neguei Deus nem nada do tipo.Apenas me interesso em saber sobre essas coisas, sou curioso apenas isso.Acho que magia existe e é um recurso oferecido por Deus para nós.Se as pessoas deixassem de lado a ignorancia e o preconceito e tentassem se esforçar para entender o verdadeiro significado das coisas, esses problemas não aconteceriam.
Depois penso em uma assinatura legal 8D
Quer aprender a tocar guitarra? Pergunte-me como
-----------------------------------------------------------------------------
Personagens em uso:
-=Mathew Connors/Clama pelo vento -> Wedingo Theurge Cliath

Avatar do usuário
ronassic
Administrador
Mensagens: 1776
Contato:

Re: UMA QUESTÃO DE BOM SENSO:Melhorando a imagem do RPG na s

Mensagem#9 » 21 Set 2012, 12:13

Allefcapt escreveu:Olá a todos,

Amigo FRANZEN,
“Então, como vocês fariam para aplicar o bom senso e melhorar a imagem do RPG em nosso país em um evento não direcionado a membros da nossa comunidade?”


Eu passei por isto aqui dentro da Petrobras, onde trabalho.
Imagine, ter que demonstrar as potencialidades do RPG a uma bancada de quase incautos no assunto. :roll:

Sendo sincero, acho que inicialmente, o mais importante é ter conhecimento sobre o assunto. Neste terreno, o de explicar ou ensinar o RPG com toda a amplitude que ele necessita, o saber é fundamental.

Soma-se a isto, a capacidade de ser bem entendido, a utilização da comunicação correta e o recurso de apoio com instrumentos adequados.
Vale nesta ocasião, no caso de não se sentir apto, buscar o apoio de um amigo ou conhecido que tenha facilidade na arte de comunicar-se.
Se eu pudesse voltar atrás, não teria feito uma coisa: utilizar o tabuleiro de DRAGON QUEST na apresentação.

A credibilidade do interlocutor é outro fator indispensável. Deve-se prestar atenção em tudo, desde a forma de se apresentar a roupa adequada ao público.

No mais, é sempre que puder apresentar o RPG.
Seja na escola, no trabalho ou na roda de amigos.

Um abração,


Raise Dead!

Agora vejo como o Allef mata a cobra e mostra o pau... Gente, temos que fazer isso mesmo, se queremos que o nosso hobbie seja compreendido e seja mais bem aceito na sociedade, precisamos arregaçar as mangas, sem isso não é possível. Tenho amigos que tem que praticamente brigar com suas esposas/namoradas pra poder jogar, pois elas reclamam que RPG não é uma coisa boa.
"O topo da inteligência é alcançar a humildade."

Avatar do usuário
Raconn
Mensagens: 198

Re: UMA QUESTÃO DE BOM SENSO:Melhorando a imagem do RPG na s

Mensagem#10 » 22 Nov 2012, 11:53

Caraca rapaz, olha isso aí: 07 Fev 2008

é mesmo. e virou a parada do ES.
Fodástico.
:laugh:

Avatar do usuário
Gil-Galad
Mensagens: 249

Re: UMA QUESTÃO DE BOM SENSO:Melhorando a imagem do RPG na s

Mensagem#11 » 23 Nov 2012, 16:58

Olha... eu até fico quieto

Avatar do usuário
Kelzan
Mensagens: 179

Re: UMA QUESTÃO DE BOM SENSO:Melhorando a imagem do RPG na s

Mensagem#12 » 25 Nov 2012, 23:47

É... quem sabe faz a hora...
mas não esquece do que escrevi em e-mail hein capitão dos mares? Na próxima quero estar juntinho.,

Avatar do usuário
TimeMaster
Mensagens: 121

Re: UMA QUESTÃO DE BOM SENSO:Melhorando a imagem do RPG na s

Mensagem#13 » 30 Nov 2012, 15:56

Realmente trabalhar desta forma é levar a sério não só o RPG como a tudo que o cerca.
Eu semrpe ouvi demais sobre o engajamento deste ou daquele cara mas aqui na spell há um exemplo inquestionável de seriedade e compromisso que porr.. chega a mais de 15 anos na internet. Grande parte dos fãs do RPG sequer tême sta idade e isto é mais que um cartão de visita.

Fico realmente orgulhoso de estar aqui e participar a algum tempo. Como eu disse pessoalmente no encontro de blogs são os mesmo alicerces que mantém o RPG de pé neste país. Vendo agora esta lembrança de quando o allef falou fica ainda mais clara. Também parabenizo sempre cara a paciência em lidar com tanta gente a tanto tempo. Nem sei como consegue na boa. Mas sei que pelo que parece isto também faz parte da vida profissional ou seja o cara exercita. Natural acho eu certo? Mas a Spell deve ter tido sua parcela certa de ajuda a treinar isso não foi? :laugh:

Parabéns pela execução de tudo isto e pelo que ainda fará. Pena mesmo não ter rolado a EIRPG deste ano porque eu ia querer assistir a palestra.

Avatar do usuário
Kelzan
Mensagens: 179

Re: UMA QUESTÃO DE BOM SENSO:Melhorando a imagem do RPG na s

Mensagem#14 » 03 Jan 2013, 16:37

É por estas e outras que os caras aqui vão para 17 anos de rolagem de dados.
PQP
Só escrevendo assim.

Avatar do usuário
TimeMaster
Mensagens: 121

Re: UMA QUESTÃO DE BOM SENSO:Melhorando a imagem do RPG na s

Mensagem#15 » 08 Fev 2013, 16:20

Quero aliás ver esta coisa dando frutos.

Voltar para “RPG & Sociedade”

Quem está online

Usuários neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante