Bases do Cenário - Casa das Idéias -

Moderador: Moderadores

Avatar do usuário
Bahamute
Moderador
Mensagens: 2051
Contato:

Bases do Cenário - Casa das Idéias -

Mensagem#1 » 08 Mar 2009, 10:57

Antes de criar algum tópico, sobre uma região, local, robôs, facções e etc; tenha certeza de conhecer ao menos a base do cenário. Pode ser criado qualquer tipo de material, desde que a base seja respeitada.

[spoilerbox]As maquinas já dominaram o mundo. Salvo exceções para tribos em pontos remotos da Africa, que, hoje é a maior população humana sem intervenção das maquinas, e consistem também na maior resistência e organização pró-humanidade. Também há alguns poucos humanos, vivendo como ratos em esgotos, hoje desativados (ou não, mas esse é um ponto interessante, pois até onde sei, maquinas precisam minimamente de uma rede de esgotos), lá eles utilizam um pouco de tecnologia, e desenvolvem equipamentos mais arcaicos, usando os "restos" das máquinas.

Uma IA, desenvolvida pela humanidade, nos tempos aureos, foi criada para evoluir sozinha, aprender, organizar e executar.

Teve o homem essa idéia porque o desastre ambiental também vinha evoluindo progressivamente e criou uma espécie de linha de robôs que "pensava" através da "leitura das frequências que o meio ambiente emanava", e a partir disso tirava conclusões e agia. Esse tipo de robô, fisicamente, também era um "bio-robô".

Num determinado ponto de evolução, quando a IA já dominava toda a "vida" robótica, maquinas e internet, ela tomou o homem como uma ameaça em potencial para o meio ambiente. Focando suas defesas na erradicação desse "parasita".

Esse dispositivo mecânico, que foi o que diferenciou esse tipo de IA, é capaz de despertar naqueles que o possuem instalado uma espécie de "consciência coletiva e ambiental". A partir de um determinado momento, os seres humanos adaptaram esse dispositivo para eles mesmos, por vantagens óbvias. "Lendo" as frequÊncias da natureza, é possível por exemplo, antever migrações de pássaros, chuvas etc. Os humanos que instalaram essa prótese no cérebro, começaram então a se comportar um pouco como os robôs, e alguns até se uniram a eles. Outros mantiveram autonomia e usaram essa prótese para vantagens próprias. Porque todos que possuem esse dispositivo podem meio que "comunicar-se telepaticamente". Eaí, por ser tipo um "software", ele está suscetível a vírus. Eaí teríamos seres humanos susctíveis a virus de "computador". E essa seria o tipo de matrix que estávamos pensando.


Outra coisa; as regiões de batalha. Se os andróides fizeram uma leitura das "emanações da natureza", então entenderam que os pontos nocivos do planeta eram aqueles onde havia maior concentração de seres humanos; centros urbanos. E atacaram estes lugares, ignorando então, por exemplo, povos indígenas e tribos africanas, por os considerarem inofensivos

E "relevando" algumas nada complexas construções no subsolo de poucas mega-cidades.

Os humanos que mais lutam para reaver seu lugar ao sol, são os que ainda vivem nos esgotos das mega cidades, esses, construindo equipamentos, pesquisando, trabalhando para isso. Os "tribalistas" também lutam, mas mais para manter seus territórios. Porém, eles podem organizar investidas contra as mega cidades, o que é BEM raro.

O bio-robô, um protótipo criado por algumas das facções robóticas, está em pleno desenvolvimento. Maquinas estão criando implantes organicos para tornarem-se seres vivos. Não raro, as facções (que são alguns dos países do mundo) começam a destruir cidades conquistadas e plantar areas verdes em cima, para naturalizar o mundo, depois de terem lido, assimilado e seguido as frequências captadas na natureza.

O bio-robô, almeja a existência para não cair na contradição, pelo fato de que são contra coisas anti-naturais e que destroem a natureza.

E aí encontramos uma doce contradição, um potencial interpretativo em quem for jogar com robôs, semelhante ao de Vampiro: A Máscara. O robô entende a natureza por causa desse tipo de dispositivo que lhe foi instalado. Entende, e assimila as necessidades de destruir tudo aquilo que é nocivo à ela, mas, como pode continuar existindo? Se é feito de materiais industrializados e ultra-tecnológicos? Em Vampiro, os vampiros possuem o drama de perderem a própria humanidade, e nesse cenário os robôs buscam uma quimera, que é tornarem-se organismos vivos, renegando seu passado "sintético".




Senhores, eis a base de nosso cenário.


Para onde partimos agora?

Quem ainda for participar do projeto, leia essa base, e começe a criar.
Crie livremente, poste, e todos os integrantes do projeto lerão e opinarão.

O que criar?
Tu tem a base. Desenvolva algo a partir dela. Pense numa mega cidade, numa tribo africana, num computador, NPCs importantes, Guerras (afinal, houveram várias, antes da dominação), cidades de subsolo, Bio-cidades, trabalhe em paises dominados, não dominados e nos que abrigam as mais variadas facções robóticas, qualquer coisa que condiza com a base.

A segunda parte consiste numa mega coleta de material, analizar e ajustar conforme a opinião geral.

Por enquanto, não se preocupe com o sistema. Vamos criar apenas os "históricos". Quer criar uma arma? Trabalhe bem o conceito dela, quando o sistema for implantado, com um histórico bem elaborado, ficará facil de traduzi-la para o mesmo.

E isso vale para qualquer coisa. Tipos de maquinas, classificação de robos, etc.

Haverá varios tipos de robôs, como já mostrado. Bio-Robos, robôs padrão, Androides, maquinarias gerais e etc.[/spoilerbox]

Esse tópico, também serve como uma "Casa das Idéias".

Teve alguma ideia interessante, que pode ser usado na base do cenário? POSTE AQUI!
Todos que participam da criação do mesmo, irão analizar, opinar e etc.
Aquele abraço!

Avatar do usuário
Lumine Miyavi
Mensagens: 6366
Contato:

Bases do Cenário - Casa das Idéias -

Mensagem#2 » 08 Mar 2009, 12:24

[Troll] Eu parei de ler em "Potêncial Interpretativo". [/troll]

So, hey, minha idéia de diferentes AIs foi ignorada? Porque SEMPRE num cenário e histórias futurísticas, as AIs que tem consciência própria dominam tudo de maneira uniforme, considerando que elas TAMBÉM tem ideias e conclusões divergentes? Não me responderam isso.
ImagemImagemImagem
Let's Play de FF8! \o\ Adaptações do Lumine! [d20!]
Cidadeando o Tarrasque!
Blog do Lumine, PhieLuminando!
Avatar Atual: Lumine, Mega Man X
[lumine]Nível de fabulosice[/lumine]: >[lumine]8000[/lumine]
Não, suas opiniões não estão certas. Não são as minhas. ♥

Avatar do usuário
Bahamute
Moderador
Mensagens: 2051
Contato:

Bases do Cenário - Casa das Idéias -

Mensagem#3 » 08 Mar 2009, 12:28

Eu acredito que as proprias maquinas desenvolveram linhas de IA diferentes, uma vez que elas adquiriram "consiência", em determinado ponto. Ou não foi isso que você quis dizer?
Aquele abraço!

Avatar do usuário
Yugoloth
Mensagens: 483

Bases do Cenário - Casa das Idéias -

Mensagem#4 » 10 Mar 2009, 22:04

Uma pena que não percebi este tópico mais cedo...

Bem vai a minha ideia, pois acho que seria mais interessante que a rebelião das maquinas não fosse igual em todo o mundo.

Estava vendo umas noticias da Inglaterra e me lembrei do jogo Civilization Call of Power, tem uma "maravilha" que você constroi um super-computador que gerência chips de controle mental em todos os habitantes de sua civilização eliminando as revoltas, só que a IA é uma bomba relógio e um momento se revolta e forma outra civilização com as suas cidades.

Seria uma boa oportunidade para mostra com é esta "nos sapatos das maquinas" pois a IA trataria as pessoas como meros objectos só tendo cuidado para não quebra-los, no fluff do jogo dizem que o chip foi desenvolvido para que o povo não reclame de trabalhos insalubres com por exemplo locais em chamas!

O video apresentando a "maravilha"
[youtubeazul]http://www.youtube.com/watch?v=gPuU8Pq9D3Q[/youtubeazul]
Anonymous
"Alguém, em algum lugar, está se divertindo jogando um jogo que eu não gosto, e eu não suporto isso."

Avatar do usuário
Bahamute
Moderador
Mensagens: 2051
Contato:

Bases do Cenário - Casa das Idéias -

Mensagem#5 » 10 Mar 2009, 22:14

SPOILER: EXIBIR
Imagem

Chegou ao meu conhecimento, hoje, o livro acima...
Não tinha sabia de um cenário de RPG com o tema, vou ler tal cenário, ele pode me dar novas ideias para o nosso cenário crescer ainda mais!
Aquele abraço!

Avatar do usuário
Batousa
Mensagens: 1345

Bases do Cenário - Casa das Idéias -

Mensagem#6 » 12 Mai 2009, 15:07

Bahamute, qual é a energia usada pela tecnologia dominante?
Imagem

Avatar do usuário
Lumine Miyavi
Mensagens: 6366
Contato:

Bases do Cenário - Casa das Idéias -

Mensagem#7 » 12 Mai 2009, 15:40

Bahamute, eu posso postar a minha PM que eu te enviei aqui? Cê autoriza?
ImagemImagemImagem
Let's Play de FF8! \o\ Adaptações do Lumine! [d20!]
Cidadeando o Tarrasque!
Blog do Lumine, PhieLuminando!
Avatar Atual: Lumine, Mega Man X
[lumine]Nível de fabulosice[/lumine]: >[lumine]8000[/lumine]
Não, suas opiniões não estão certas. Não são as minhas. ♥

Avatar do usuário
Bahamute
Moderador
Mensagens: 2051
Contato:

Bases do Cenário - Casa das Idéias -

Mensagem#8 » 12 Mai 2009, 21:07

Lumine Miyavi escreveu:Bahamute, eu posso postar a minha PM que eu te enviei aqui? Cê autoriza?

Com certeza! Ela é totalmente relevante aos interesse do cenário!
Por favor, faça-o!
Aquele abraço!

Avatar do usuário
Lumine Miyavi
Mensagens: 6366
Contato:

Bases do Cenário - Casa das Idéias -

Mensagem#9 » 12 Mai 2009, 21:25

ACHAAAAAAAAAY:

Pessoalmente, acho que o cenário futurista da spell está tomando o famoso rumo clichê de máquinas vs humanidade que é o tão comum.

É mesmo necessário deixa-lo dessa maneira?

Quer dizer, qual vai ser o atrativo pra alguém que não conhece, em relação a outros cenários já publicados do tipo? Nenhuma é só um cenário caseiro metido a pós-apocalíptico...

Essa é a minha opinião. O rumo tomado não vai dar bons frutos.
ImagemImagemImagem
Let's Play de FF8! \o\ Adaptações do Lumine! [d20!]
Cidadeando o Tarrasque!
Blog do Lumine, PhieLuminando!
Avatar Atual: Lumine, Mega Man X
[lumine]Nível de fabulosice[/lumine]: >[lumine]8000[/lumine]
Não, suas opiniões não estão certas. Não são as minhas. ♥

Avatar do usuário
Batousa
Mensagens: 1345

Bases do Cenário - Casa das Idéias -

Mensagem#10 » 12 Mai 2009, 21:32

Qual seria sua ideia entao?
Imagem

Avatar do usuário
Lumine Miyavi
Mensagens: 6366
Contato:

Bases do Cenário - Casa das Idéias -

Mensagem#11 » 12 Mai 2009, 22:54

Qualquer coisa que não seja o clichê de máquinas vs humanos, ué. Cara, um cenário futurista com biomáquinas pode servir de setting normal até mesmo SEM ser com uma guerra.

Bubblegum Crisis vem a mente como um excelente exemplo.
ImagemImagemImagem
Let's Play de FF8! \o\ Adaptações do Lumine! [d20!]
Cidadeando o Tarrasque!
Blog do Lumine, PhieLuminando!
Avatar Atual: Lumine, Mega Man X
[lumine]Nível de fabulosice[/lumine]: >[lumine]8000[/lumine]
Não, suas opiniões não estão certas. Não são as minhas. ♥

Avatar do usuário
dingos
Mensagens: 25
Contato:

Bases do Cenário - Casa das Idéias -

Mensagem#12 » 19 Jun 2010, 15:51

Acompanhei e até mesmo dei algumas idéias sobre ambientação para o RPG nacional Millenia em um antigo fórum da spell. Quem sabe posso ajudar de alguma forma, vou procurar meu livro e escrever alguma coisa nesse final de semana. Lembrando que na ambientação original do Millenia não foram máquinas e sim a raça Fenton que dominou grande parte do universo conhecido, escravizando humanos e outras raças inteligentes.
Die Vecna Die!

Voltar para “Cenário Futurista da Spell”

Quem está online

Usuários neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante