SISTEMA [E8]

Moderador: Moderadores

Avatar do usuário
Bahamute
Moderador
Mensagens: 2051
Contato:

SISTEMA [E8]

Mensagem#1 » 23 Nov 2009, 19:35

Sei que ainda é cedo (cedo?) para falar sobre o sistema, mas um dos entraves pro cenário é esse.

Estou retomando o projeto pois novas idéias estão fervilhando em minha cabeça, e, com o pontapé do super-soldado no tópico "Tipos de Robôs" o trabalho está de volta!

Inicialmente, queria usar o sistema SUPERNOVA pro cenário, mas, depois de um ano jogando tal sistema, percebi que ele é "heróico" demais pro jogo.

Teria que ser um sistema que simule a limitação humana e a superioridade das máquinas.
Em que as armas mostrem um grande diferencial e tudo o mais.

Eu gosto pra caramba do sistema d20. E o sistema e8 casa perfeitamente com o cenário, se adaptado.
Algumas coisas deveriam sumir (como as magias) e outras acrescentadas (como talentos, armas e etc).

O que acham de usar tal sistema no cenário?
Eu acredito que, se houver um trabalho em cima do cenário e do sistema, pros dois casarem, daria um grande fruto (fora o fato do sistema d20 ser super-difundido).

Também é legal que, num sistema como o e8, em que se limita os personagens ao nível 8, maquinas mais poderosas poderiam ter um ND bem maior, simulando uma grande superioridade das mesmas (o qual perigoso seria um ND 10 para um grupo que chega no máximo a um ND 8?).

Enfim, tópico aberto para essa discussão (e esperando o madruga dar o parecer sobre o uso de seu sistema :p )
Aquele abraço!

Avatar do usuário
Bahamute
Moderador
Mensagens: 2051
Contato:

SISTEMA [E8]

Mensagem#2 » 23 Nov 2009, 19:52

Eu estava lendo ainda há pouco sobre os CMD e CMB.
E, só não entrei na discussão por não dominar o assunto (estou com a aba do Pathfinder aberta pra ler).

Eu sempre li todos os "updates" do E8 quando postados.
Sei que ele ainda não está completo, mas está bem encaminhado.

Vamos começar a discussão sobre ele, se ele for terminado, dará pra ajudar aqui, no TS, e talvez (ainda não sei se isso está sendo discutido por lá) no Izzlyn.

Estou mais do que disposto a debater e ajudar a fazer o sistema crescer e se concluir. E se pudermos gerar um .pdf só de regras (ou até mesmo as regras imbutidas no proprio cenário) já é um grande avanço.

E isso me faz lembrar que eu preciso instalar (e acessar) o msn...

Outra coisa:
Num cenário como esse, seria legal o uso de classes, ou uma única classe customizável atravez de talentos? (estou trabalhando em um cenário de terror que usa o sistema d20, mas sem classe, ou melhor, só com uma classe que é customizável através de talentos)
Aquele abraço!

Avatar do usuário
Bahamute
Moderador
Mensagens: 2051
Contato:

SISTEMA [E8]

Mensagem#3 » 24 Nov 2009, 14:17

Pois é. Trabalhar sozinho por mais que goste do que está fazendo, chega uma hora que desencoraja.

Voltando ao assunto.
Estava lendo o tópico do e8 agora, e me surgiu uma idéia pra esse cenário:

Ao invés do conceito "Classe Única" o que acha de criarmos três classes?
Sendo, básicamente, um combatente (pra encher as lacunas gerais de combate, desde um boxeador, até um militarista armado), um especialista (que seria, além de um infitrador, também um ladino, um espião e um sobrevivente) e um tenologo, que seria especializado em diversas tecnologias (e seria, a grosso modo, o "conjurador" desse cenário).

As maquinas poderiam ter classes especificas, ou serem tratadas como monstros, com progressão a partir dos níveis (já que no e8 não há dados de vida pra se basear).

Estou relendo alguns tópicos do e8 que fazia tempo que não lia, pra poder formar opinião e dar palpites, bem como contribuir com material.

Alias, material eu posto aqui, ou lá, pra ser avaliado?
Aquele abraço!

Avatar do usuário
Bahamute
Moderador
Mensagens: 2051
Contato:

SISTEMA [E8]

Mensagem#4 » 24 Nov 2009, 17:55

Não manjo nada de M&M.

Poderia dar um parecer?
Aquele abraço!

Avatar do usuário
Bahamute
Moderador
Mensagens: 2051
Contato:

SISTEMA [E8]

Mensagem#5 » 25 Nov 2009, 15:19

Cara, é até interessante.
Mas não é complexo demais pro e8?

Uma outra idéia que eu tive pro cenário, seria criar uma única classe pro e8
(BBA: Médio, uma resistência boa, outra média (a ser criada) e outra ruim, deixando o jogador escolher qual é qual, Escolha de X pericias e ganhando X pontos de pericia por nível).
Converter as habilidades especiais de classes em Talentos, e deixar o personagem customizar sua classe com talentos.
Pra isso, é só auentar a quantidade de talentos por níveis.
Sendo:
Nível__________Talentos Conhecidos
1°____________2
2°____________2
3°____________3
4°____________3
5°____________3
6°____________4
7°____________4
8°____________4

Ou mais, ou menos, se for o caso.
Aquele abraço!

Avatar do usuário
Bahamute
Moderador
Mensagens: 2051
Contato:

SISTEMA [E8]

Mensagem#6 » 25 Nov 2009, 18:51

Então, acha que dá pra definir assim?

Uma unica classe, customizada através de talentos?
Aquele abraço!

Avatar do usuário
Bahamute
Moderador
Mensagens: 2051
Contato:

SISTEMA [E8]

Mensagem#7 » 26 Nov 2009, 21:49

Então acho que fechamos essa questão.

Agora, é só começar a trabalhar no e8 e nos talentos.

Já tenho até algum material esboçado, e postarei em breve.

Mas, também quero ver a opinião do pessoal quanto a isso...
Aquele abraço!

Avatar do usuário
Bahamute
Moderador
Mensagens: 2051
Contato:

SISTEMA [E8]

Mensagem#8 » 29 Nov 2009, 21:10

Bom, esbocei uma pequena tabela como base pra iniciar o trabalho no sistema.

Toda essa tabela foi trabalhada em cima do tópico do madruga, na sessão do sistema.
Usei a BBA menor, porque acho que é a que se encaixa melhor com o sistema (é baixa, mas ainda garante um segundo ataque quando o personagem atingir o oitavo nível).

As resistências eu alterei, pra criar três tipos, uma boa, outra média e outra ruim. Elas ainda são levemente baseadas no e8 e no sistema d20.
Como não haverá itens mágicos, magias ou coisas do tipo, é necessário um número mais baixo disso, pois as rolagens delas tambéms serão menores. Gostaria de uma opinião sobre elas.
Lembrando que, o jogador, na hora de criação da ficha é quem vai decidir qual resistência será alta, qual será média e qual será baixa (ruim).

A quantidade de Talentos está boa?
Dá pra simular legal as classes, ou é necessário alguma alteração?

Estou relendo os talentos do e8 trabalhados pelo madruga, e depois vou postar alguma coisa (ainda hoje, se possível) sobre eles...

Imagem
Aquele abraço!

Avatar do usuário
Bahamute
Moderador
Mensagens: 2051
Contato:

SISTEMA [E8]

Mensagem#9 » 29 Nov 2009, 21:50

Então.
Eu realmente não sei o que seria mais legal pro jogo, se varias classes, com diretrizes diferentes, ou uma única classe customizável através de Talentos.

Pro sistema representar mais o dia-a-dia, eu acredito na classe única (todos os personagens seriam basicamente iguais, mas alguns seriam mais especialista em areas diferenciadas).

Mas, se quisermos algo mais especifico, teria a necessidade de criar classes (assim, cada um trabalha em sua área, cada um se especializa numa coisa e etc).

Então esse era o impasse que eu estava tentando resolver.
Uma única classe é mais fácil de engrenar. É só ir criando talentos.

Diversas classes é mais gostoso de jogar, pois assim o jogo fica mais especifico, porém isso atrasa a produção do material e caimos no risco de criar classes desequilibradas.

Qual a sua opinião?
Aquele abraço!

Avatar do usuário
Bahamute
Moderador
Mensagens: 2051
Contato:

SISTEMA [E8]

Mensagem#10 » 30 Nov 2009, 00:08

Ah, agora eu entendi!

E achei uma idéia legal também.
Então haveria, além dos talentos gerais, 3 grupos de talentos, o Combatente, o Especialista e o Tecnomante (ficou bom o nome!)?
Aquele abraço!

Avatar do usuário
Bahamute
Moderador
Mensagens: 2051
Contato:

SISTEMA [E8]

Mensagem#11 » 30 Nov 2009, 00:30

Magia não. Mas alguém que abusa de tecnologia, pra aprimorar itens e até criar armas que simulem algumas magias (uma pistola elétrica, uma arma congelante). Bem como um hacker aprimorado e que tenha um conhecimento maior sobre as maquinas e robôs. Podendo, estratégicamente, se sobressair sobre os outros.
Aquele abraço!

Avatar do usuário
Bahamute
Moderador
Mensagens: 2051
Contato:

SISTEMA [E8]

Mensagem#12 » 30 Nov 2009, 01:07

Acho que uma variável de Geek cairia bem.
Mas, vale lembrar que ele seria mais do que um Geek, ele colocaria a mão na massa, ele trabalharia com ferramentas e criaria as armas também.

Ele não saberia apenas derrubar firewalls e implantar virus, ele também saberia abrir as maquinas, aprimorá-las, criá-las do zero e coisa parecida.

Vivendo no submundo das maquinas, ele também saberia como reaproveitar peças descartadas para seu beneficio próprio.
Aquele abraço!

Cyrano
Mensagens: 547

SISTEMA [E8]

Mensagem#13 » 30 Nov 2009, 10:29

Tipo um inspetor bugiganga... Cientista? Gadget man?

A ideia de perfis é bem interessante.

Avatar do usuário
Bahamute
Moderador
Mensagens: 2051
Contato:

SISTEMA [E8]

Mensagem#14 » 30 Nov 2009, 11:27

Bem, como foi mencionado, criei três tabelas, o Combatente, o Especialista e o Geek (nome ainda a ser definido, vamos tentar achar uma mescla de tecnologia com alguma outra coisa).

O Combatente

Imagem


O Especialista

Imagem


O Geek (?)

Imagem


Talentos:
A primeira coluna representa os talentos gerais que o personagem pode escolher.
A segunda coluna representa os talentos de perfil que ele pode escolher.
O número entre parenteses representa o total de Talentos que ele tem naquele nível.

Os pontos de perícia foram retirados, básicamente, do Bárbaro, Aedo e Mago, que eu peguei na Wiki do Madrüga.

Eu sei que a base ataque mínima é usada somente pra NPCs no E8, mas, eu não acho que seria legal dar uma base ataque máxima pro combatente, pois, os personagens são plenamente humanos, sem façanhas extraordinárias, e precisam de algo para representar sua falha.

Um Geek (?) é um cara que fica o máximo que pode estudando, inventando e trabalhando, então, em combate direito ele é um fiasco, mas seu cerebro compensa isso.

Alguam sugestão?
Aquele abraço!

Avatar do usuário
Bahamute
Moderador
Mensagens: 2051
Contato:

SISTEMA [E8]

Mensagem#15 » 30 Nov 2009, 11:31

Aluriel, isso daria uma idéia legal de talento!
Seria tipo um "Controlar Mortos Vivos", em que o Geek (?) teria uma quantidade de máquinas sobre seu controle...
Aquele abraço!

Voltar para “Cenário Futurista da Spell”

Quem está online

Usuários neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante