Religião - Tópico permanente.

São movidos para cá os posts ou tópicos que seriam excluídos do fórum.
Avatar do usuário
Armitage
Mensagens: 1056

Re: Religião - Tópico permanente.

Mensagem#946 » 13 Mar 2011, 14:40

Comprei "Buddhism for Dummies" outro dia só por curiosidade sobre essa religião, e andei lendo no ônibus pro trabalho. E cara, a diferença de maturidade entre o Budismo e as abraâmicas é algo ABISMAL.

Enquanto as abraâmicas se colocam de forma ditatorial, maniqueísta, interesseira e covarde, utilizando recursos como culpa (pecado original), medo (só é salvo quem O seguir) e inferiorização (o homem é inatamente falho, diferente de Deus e seu filho), se assemelhando na maioria das vezes à figura de um pai autoritario impondo sua vontade a um filho submisso, o budismo se coloca de forma respeitosa e igualitária, partindo da premissa básica de que todo e qualquer ensinamento seu só deve ser seguido se posto sob o julgo da razão, e ainda, que o Buda não é nenhum "ser superior fodão" que veio aqui pra salvar os pobres coitados, pelo contrário, ele é um mero ser humano comum, como eu ou você, que conseguiu atingir um estado de consciência sobre a vida que o permite viver bem consigo mesmo e com a natureza ao redor, e que esse estado é perfeitamente alcançável por qualquer ser humano, basta querer. Ou seja, todo mundo carrega dentro de si o potencial "divino"; "Deus" não é um badass fodão egocêntrico e carente de adoração que vive num lugar perfeito; "Deus" é eu e você e o mundo ao redor.

Bicho, mesmo sendo ateu, não posso deixar de sentir respeito por uma religião dessa (Budismo).
Última edição por Armitage em 13 Mar 2011, 15:00, editado 1 vez no total.
A "boa arte" nada mais é do que a "modinha da vez", ditada pelos atuais diretores do clube da luluzinha da vez. Troca-se os diretores (ou o clube da luluzinha), e troca-se a definição de "boa arte".

crudebuster
Mensagens: 490
Contato:

Re: Religião - Tópico permanente.

Mensagem#947 » 13 Mar 2011, 15:00

_Virtual_Adept_ escreveu:
crude:
Não está adiantando muito discutir contigo. Se você acha que estou "ignorando" passagens da Bíblia (quando as passagens que eu cito expressamente invalidam as anteriores às quais vocês se referem), fique à vontade.



Hahaha! Eu estava esperando por isso. Você realmente acha que as contradições na palavra do deus abraâmico não põem em xeque o dito de que seu culto é nada mais que um castelo de cartas marcadas por homens comandando homens.

A bíblia se invalida por si só e você ainda acha que está, sei lá, "vencendo" porque na mesma bíblia de onde eu citei que Jesus é mostrado mentindo, descumprindo a lei e fazendo acepção de pessoas, também há boas mensagens e conselhos!

Lembre-se que é um dogma a palavra ser inerrante! Se há erros, essa não pode ser a palavra do deus vivo! Simples assim.

Rapaz, eu achei que você estava mesmo a fim de discutir a sério. Acho que me enganei. Fique á vontade pra continuar me ignorando, vou sistematicamente desmontar cada argumento favorável ao cristianismo à sua revelia mesmo... De preferência com a própria bíblia, o que é mais engraçado ainda.

Armitage escreveu:Comprei "Buddhism for Dummies" outro dia e andei lendo no ônibus pro trabalho, só por curiosidade. E cara, a diferença de maturidade entre o Budismo e as abraâmicas é algo ABISMAL.

Enquanto as abraâmicas se colocam de forma ditatorial, maniqueísta, interesseira e covarde, utilizando recursos como culpa (pecado original), medo (só é salvo quem O seguir) e inferiorização (o homem é inatamente falho, diferente de Deus e seu filho), se assemelhando na maioria das vezes à figura de um pai autoritario impondo sua vontade a um filho submisso, o budismo se coloca de forma respeitosa e igualitária, partindo da premissa básica de que todo e qualquer ensinamento seu só deve ser seguido se posto sob o julgo da razão, e ainda, que o Buda não é nenhum "ser superior fodão" que veio aqui pra salvar os pobres coitados, pelo contrário, ele é um mero ser humano comum, como eu ou você, que conseguiu atingir um estado de consciência sobre a vida que o permite viver bem consigo mesmo e com a natureza ao redor, e que esse estado é perfeitamente alcançável por eu ou você ou qualquer outro ser humano, basta querer. Ou seja, todo ser humano carrega dentro de si próprio o potencial para se tornar "Deus".


Alguns milênios de aprendizado fazem essas coisas com a religião. A sapiência contida se torna quase independente dos ditos, como você bem sublinha, de humanos para humanos.

Ainda que a pretensão de se tornar perfeito, mesmo que somente o "tentar" já seja uma ótima maneira de se levar a vida, é sem dúvida absurdamente mais frutífera e edificante que o joguinho mental das abraâmicas.

Tanto que você nem precisa se ofender se fulano é budista, ele provavelmente vai passar a vida toda sem tocar no assunto.

É preciso muito pra tirar essa gente do sério.

Mas o que digo se mantém; Você não pode tocar essa sapiência, trocar partes dela ou mesmo insinuar que a sua visão é a correta. Ela mesmo ensina que qualquer um que faça isso está indo contra ela...

É uma vantagem que eles tem, milênios de tentativa e erro pra chegar a essa religião + filosofia de vida.

Ainda bem que a ciência ainda não chegou nesse ponto. ^_^

Avatar do usuário
Advogado de Regras
Mensagens: 2235

Re: Religião - Tópico permanente.

Mensagem#948 » 14 Mar 2011, 06:27

Mas existem outras que estão óbvias, e a opinião de Cristo quanto a apedrejamento e a intolerância está claramente expressa no decorrer do Novo Testamento. Assim como Cristo é o Salvador, na visão cristã, o cristianismo prega a redenção pelo perdão e pelo amor.


Exatamente - mas a questão da validade ou não (e se ela é "suficiente" ou não) da "Lei" (ou Lei Mosaica) para Cristãos é uma área espinhosa desde a origem do Cristianismo (basta ver que uma boa porção do Novo Testamento é dedicado justamente a essa questão e posições diferentes são dadas por Paulo - o "apóstolo" dos gentios" - e por Pedro - aquele que considerava o Cristianismo uma "quase extensão" do Judaísmo) e logo nos primeiros séculos foi o principal assunto abordado pelos grandes teólogos (hoje chamado de "proto-ortodoxos").

Comprei "Buddhism for Dummies" outro dia só por curiosidade sobre essa religião, e andei lendo no ônibus pro trabalho. E cara, a diferença de maturidade entre o Budismo e as abraâmicas é algo ABISMAL.


Parei de ler aqui. E claro, eu tenho que usar essa tirinha de novo:

Imagem
"Powergaming: Por que você não pode interpretar se está morto" por Morrowner Fórum da WotC.

"The fear of munchkins, I have found, is a much greater threat to game integrity than actual munchkins." por Black Hat Matt, freelancer da White Wolf.

Avatar do usuário
Armitage
Mensagens: 1056

Re: Religião - Tópico permanente.

Mensagem#949 » 14 Mar 2011, 08:30

elven escreveu:Parei de ler aqui. E claro, eu tenho que usar essa tirinha de novo: [imagem que não diz absolutamente nada]


..e seu ponto é ?
A "boa arte" nada mais é do que a "modinha da vez", ditada pelos atuais diretores do clube da luluzinha da vez. Troca-se os diretores (ou o clube da luluzinha), e troca-se a definição de "boa arte".

Barlin
Mensagens: 731
Contato:

Re: Religião - Tópico permanente.

Mensagem#950 » 14 Mar 2011, 16:37

Mesmo Buda sendo um homem comum, continua sendo venerado como um Deus.
Rezam para ele, veneram ele... sendo o Budismo um modo de vida, não convém viver não só de acordo com os ensinamentos dele, mas assim como o próprio aprendizado do viver?

Revendo alguns argumentos poraqui, lembrei de uma tirinha. Não sei se já postei.
SPOILER: EXIBIR
Imagem

http://www.umsabadoqualquer.com/486-religioes/

Vale a pena conferir as tirinhas do blog. Ao meu ver, se existe mesmo um Deus, ele seria muito parecido com algo do tipo. :linguinha:

Avatar do usuário
Armitage
Mensagens: 1056

Re: Religião - Tópico permanente.

Mensagem#951 » 14 Mar 2011, 19:31

Meu deus, isso não vai ter fim enquanto não cairmos na porrada.

Ok Madruga, eu desisto. Escolhe o dia, hora e as armas.
A "boa arte" nada mais é do que a "modinha da vez", ditada pelos atuais diretores do clube da luluzinha da vez. Troca-se os diretores (ou o clube da luluzinha), e troca-se a definição de "boa arte".

Avatar do usuário
Armitage
Mensagens: 1056

Re: Religião - Tópico permanente.

Mensagem#952 » 14 Mar 2011, 19:55

O que está sendo apontado é bem simples: por mais "avançado" que seja o Budismo comparado com outras religiões mais jovens, ele continua acreditando e defendendo a existência de coisas sobrenaturais.

Sim Eltor, sei disso. E em nenhum momento afirmei o contrário.

E eu estava meramente explicando o ponto do Elven, que você aparentemente não entendeu e PERGUNTOU do que se tratava.

Perguntei e continuo perguntando:

O que diabos tem a ver um japa orando com o que eu afirmei em relação à maturidade do budismo em relação às abraâmicas?

Em outras palavras: afirmei que o budismo respeita a inteligência do praticante, sugerindo seus ensinamentos, enquanto as abraâmicas tratam seus praticantes como um pai despótico trata um filho submisso, impondo seus ensinamentos deterministica e maniqueísticamente.

O que diabos isso tem a ver com UM MALDITO JAPA REZANDO ???
A "boa arte" nada mais é do que a "modinha da vez", ditada pelos atuais diretores do clube da luluzinha da vez. Troca-se os diretores (ou o clube da luluzinha), e troca-se a definição de "boa arte".

Avatar do usuário
Advogado de Regras
Mensagens: 2235

Re: Religião - Tópico permanente.

Mensagem#953 » 14 Mar 2011, 20:24

Sequer é uma questão de interpretação. Se você pegar e ler Mateus, vai notar que Jesus se posicionou claramente contra o olho por olho da Lei Mosaica, além de ter impedido o apedrejamento de uma adúltera em João.

Se isso não é canon, o que é?


Na verdade, a situação é muito mais problemática do que parece, já que em Mateus é onde Jesus defende mais explicitamente a Lei Mosaica, vide Mateus 5, do 17º ao 21º versículo:

Não cuideis que vim destruir a lei ou os profetas: não vim ab-rogar, mas cumprir. Porque em verdade vos digo que, até que o céu e a terra passem, nem um jota ou um til se omitirá da lei, sem que tudo seja cumprido. Qualquer, pois, que violar um destes mandamentos, por menor que seja, e assim ensinar aos homens, será chamado o menor no reino dos céus; aquele, porém, que os cumprir e ensinar será chamado grande no reino dos céus. Porque vos digo que, se a vossa justiça não exceder a dos escribas e fariseus, de modo nenhum entrareis no reino dos céus. (E o que segue a isso é uma exortação ao "Que dizem os Antigos`, ou seja, justamente a Lei de Moisés).

É por esse trecho e por outros que Mateus é o Evangelho preferido por Cristãos "Judaizantes" e era o único dos 4 Evangelhos Canônicos que era aceito pelos Cristãos Ebionitas (um movimento "herético" da Era Comum que via o Cristianismo como um ramo do Judaísmo, não uma nova religião), com exceção óbvia dos dois primeiros capítulos do Evangelho (que descrevem o nascimento virginal de Cristo).

E quanto ao apedrejamento da adúltera (talvez a história bíblica mais lembrada do Novo Testamento), ele é possivelmente uma adição posterior de escribas, já que os mais antigos (e relativamente confiáveis) manuscritos de João (encontrados em Alexandria, onde se localizava uma das maiores comunidades cristãs da Era Comum) não contém essa passagem.

O que diabos tem a ver um japa orando com o que eu afirmei em relação à maturidade do budismo em relação às abraâmicas?


Simples, a sua afirmação não se sustenta. Você toma por base a visão ocidentalizada e elitizada de Buda, onde ele é um sábio filósofo (e insira elogios rasgados ao Budismo) e não simplesmente uma figura que se tornou mítica, divina ou algo muito próximo disso e que é tratada pela maioria dos seus seguidores.
"Powergaming: Por que você não pode interpretar se está morto" por Morrowner Fórum da WotC.

"The fear of munchkins, I have found, is a much greater threat to game integrity than actual munchkins." por Black Hat Matt, freelancer da White Wolf.

crudebuster
Mensagens: 490
Contato:

Re: Religião - Tópico permanente.

Mensagem#954 » 14 Mar 2011, 20:33

*suspiro* Acho que digitar em português não está adiantando. Acabei de dizer isso e fui ignorado... Melhor continuar trollando.

Avatar do usuário
Cak
Mensagens: 801

Re: Religião - Tópico permanente.

Mensagem#955 » 15 Mar 2011, 00:41

Na verdade, a situação é muito mais problemática do que parece, já que em Mateus é onde Jesus defende mais explicitamente a Lei Mosaica, vide Mateus 5, do 17º ao 21º versículo:

Não cuideis que vim destruir a lei ou os profetas: não vim ab-rogar, mas cumprir. Porque em verdade vos digo que, até que o céu e a terra passem, nem um jota ou um til se omitirá da lei, sem que tudo seja cumprido. Qualquer, pois, que violar um destes mandamentos, por menor que seja, e assim ensinar aos homens, será chamado o menor no reino dos céus; aquele, porém, que os cumprir e ensinar será chamado grande no reino dos céus. Porque vos digo que, se a vossa justiça não exceder a dos escribas e fariseus, de modo nenhum entrareis no reino dos céus. (E o que segue a isso é uma exortação ao "Que dizem os Antigos`, ou seja, justamente a Lei de Moisés).

É por esse trecho e por outros que Mateus é o Evangelho preferido por Cristãos "Judaizantes" e era o único dos 4 Evangelhos Canônicos que era aceito pelos Cristãos Ebionitas (um movimento "herético" da Era Comum que via o Cristianismo como um ramo do Judaísmo, não uma nova religião), com exceção óbvia dos dois primeiros capítulos do Evangelho (que descrevem o nascimento virginal de Cristo).

E quanto ao apedrejamento da adúltera (talvez a história bíblica mais lembrada do Novo Testamento), ele é possivelmente uma adição posterior de escribas, já que os mais antigos (e relativamente confiáveis) manuscritos de João (encontrados em Alexandria, onde se localizava uma das maiores comunidades cristãs da Era Comum) não contém essa passagem.


Primeiro, sobre os antigos: há dois livros básicos sobre código de conduta judeu, o Torá, e o Halachá. Acontece que entre esses dois livros, há certas passagens que acabam valorizando a figura feminina e que acabam entrando em conflito com outras. Enfim, teria que saber quais ensinamentos há que estão se referindo.

Sobre a parte da adúltera: não há motivos para ele ter sido introduzido depois. Não lembro de nenhuma cultura da época que desse tal importância a mulher ou qualquer outro motivo para adicioná-lo. Alias, só lembrar que antiguidade do livro não significa veracidade, até porque alguns apócrifos datam do século I e alguns livros, como o de Judas, mostra um jesus que beira ao delírio.
GD: Do you find it annoying if a man plays video games while you are around?
Jasmine: No, not at all. I love games.
GD: So, if you saw a man playing video games, you would cheer him on?
Jasmine: Oh, definitely.
GD: What would you say to him?
Jasmine: Go! Go! Get the high score! Do it for me!
GD: Can you say that one more time?
Jasmine: Go! Go! Get the high score! Do it for me! [Laughs]
GD: Thank you for making my day.
Jasmine: That's what I'm here for.

Avatar do usuário
Fëanor
Mensagens: 2021

Re: Religião - Tópico permanente.

Mensagem#956 » 15 Mar 2011, 01:03

O que está sendo apontado é bem simples: por mais "avançado" que seja o Budismo comparado com outras religiões mais jovens, ele continua acreditando e defendendo a existência de coisas sobrenaturais.

Sim, mas a grande diferença é que ao contrario da maioria das religiões, você pode ignorar a parte sobrenatural sem afetar o dogma da religião (que na realidade é mais uma filosofia de vida): se você viver a vida desse geito x y e z, será mais feliz.
Religiões como o cristianismo e o islamismo, dizem pra pessoa viver a vida de uma maneira x y e z, que terá uma recompensa no Além, ou caso contrário irá ter um sofrimento eterno em um lugar imaginário após a morte. Se você contestar a parte sobrenatural dela, os dogmas passam a ser nulos.
"Tomorrow will take us away
Far from home
No one will ever know our names
But the bards' songs will remain"


http://www.valinor.wikidot.com

Avatar do usuário
Advogado de Regras
Mensagens: 2235

Re: Religião - Tópico permanente.

Mensagem#957 » 15 Mar 2011, 18:53

Primeiro, sobre os antigos: há dois livros básicos sobre código de conduta judeu, o Torá, e o Halachá. Acontece que entre esses dois livros, há certas passagens que acabam valorizando a figura feminina e que acabam entrando em conflito com outras. Enfim, teria que saber quais ensinamentos há que estão se referindo.


Na verdade, o Torá (Pentateuco) é uma das 3 partes do Tanakh (a "Bíblia Judaica") e é basicamente um texto escrito, enquanto a porção oral do Torá (e toda a literatura rabínica e seus comentários consagrados) estão incluidos na Halachá, que é todo o corpo da Lei Judaica. E não sei por que motivo a ênfase na figura feminina em sua resposta, já que Cristo não alterou significativamente a Lei Mosaica aqui.

Sobre a parte da adúltera: não há motivos para ele ter sido introduzido depois. Não lembro de nenhuma cultura da época que desse tal importância a mulher ou qualquer outro motivo para adicioná-lo.Alias, só lembrar que antiguidade do livro não significa veracidade, até porque alguns apócrifos datam do século I e alguns livros, como o de Judas, mostra um jesus que beira ao delírio.


Note que eu não citei nenhum texto "apócrifo" ou "herético" e sim mencionei que as cópias mais antigas do Evangelho de João não contém esse trecho (incluindo o Codex Vaticanus e o Codex Sinaiticus). Se você quer evidências bem mais detalhadas dessa questão, pode ver aqui (a Overall Conclusion das páginas 26-27 mostram bem isso).
"Powergaming: Por que você não pode interpretar se está morto" por Morrowner Fórum da WotC.

"The fear of munchkins, I have found, is a much greater threat to game integrity than actual munchkins." por Black Hat Matt, freelancer da White Wolf.

Avatar do usuário
Armitage
Mensagens: 1056

Re: Religião - Tópico permanente.

Mensagem#958 » 15 Mar 2011, 19:32

O que diabos tem a ver um japa orando com o que eu afirmei em relação à maturidade do budismo em relação às abraâmicas?


Simples, a sua afirmação não se sustenta. Você toma por base a visão ocidentalizada e elitizada de Buda, onde ele é um sábio filósofo (e insira elogios rasgados ao Budismo) e não simplesmente uma figura que se tornou mítica, divina ou algo muito próximo disso e que é tratada pela maioria dos seus seguidores.


Você realmente leu o que eu escrevi? Minha afirmação não tem absolutamente nada a ver com misticismo, divindades, sobrenatural ou algo do tipo.

Vou me quotar e gostaria que você destacasse no meu texto as partes que supostamente envolvem misticismo, sobrenatural, divindades, etc. ok ?

Em outras palavras.. o budismo respeita a inteligência do praticante, sugerindo seus ensinamentos, enquanto as abraâmicas tratam seus praticantes como um pai despótico trata um filho submisso, impondo seus ensinamentos deterministica e maniqueísticamente.

O que diabos isso tem a ver com UM MALDITO JAPA REZANDO ???


Estou esperando. (deitado)
A "boa arte" nada mais é do que a "modinha da vez", ditada pelos atuais diretores do clube da luluzinha da vez. Troca-se os diretores (ou o clube da luluzinha), e troca-se a definição de "boa arte".

crudebuster
Mensagens: 490
Contato:

Re: Religião - Tópico permanente.

Mensagem#959 » 15 Mar 2011, 19:36

Armitage escreveu:Estou esperando. (deitado)


[imgcomlegenda=Buda também.]http://images.quebarato.com.br/T440x/buda+deitado+santa+isabel+sp+brasil__189AFB_1.jpg[/imgcomlegenda]

Avatar do usuário
Advogado de Regras
Mensagens: 2235

Re: Religião - Tópico permanente.

Mensagem#960 » 17 Mar 2011, 00:20

O que diabos isso tem a ver com UM MALDITO JAPA REZANDO ???


Se você não compreendeu a ironia, hora de deixá-la mais clara: Você está se baseando em um espantalho ocidentalóide de um budismo lindo-maravilhoso, completamente sanitizado de seus elementos mais exóticos e nonsenses (que são levados a sério em países onde budistas e especialmente o "mix" entre budismo e crenças locais que ) - exatamente igual ao sujeito da figura.

O Budismo envolve dogmas sobrenaturais, como karma e renascimento.


E aqui entra algo que eu não entendo: Como ocidentais (geralmente não-religiosos) acabam tendo uma visão tão "entusiasmada" das crenças budistas - e pior ainda, isso remonta ao menos desde Schopenhauer e o "Bigodón" (que afirmava, entre outras, que o Budismo era a única "crença higiência" que conhecia).
"Powergaming: Por que você não pode interpretar se está morto" por Morrowner Fórum da WotC.

"The fear of munchkins, I have found, is a much greater threat to game integrity than actual munchkins." por Black Hat Matt, freelancer da White Wolf.

Voltar para “Arquivo Morto”

Quem está online

Usuários neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante